Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Briga de figurino

Ex-estilista do U2 terá de devolver peças da banda

A ex-estilista do U2 foi condenada por um juiz de Dublin, na Irlanda, a devolver as peças de figurino da banda, incluindo o “lendário” chapéu cowboy da marca Stetson, usado pelo vocalista Bono Vox no vídeo da música Desire. A decisão foi dada no julgamento para determinar quem detém o direito sobre os itens: a estilista Lola Cashman ou os integrantes da banda. As informações são da CBC — Canadian Broadcasting.

De acordo com a sentença, Lola deverá devolver também um par de brincos e as cerca de 200 fotografias que ela tirou dos membros da banda no período que trabalhava com eles. Para o juiz, as fotos violaram o acordo de confidencialidade assinado com o U2 assim que foi contratada para o emprego.

O juiz também recusou o argumento de Lola segundo o qual as peças foram dadas a ela de presente em 1987, ao final da turnê americana do disco Joshua Tree. Ele acatou a alegação de Bono, que afirmou que o chapéu é um ícone da banda e ele nunca teria dado a peça de presente de vontade própria.

A estilista tentou vender o chapéu, assim como outras peças, por meio de um leilão em Londres, em 2002, o que levou o U2 a ingressar com a ação. Lola deixou de trabalhar com a banda em 1988 e no ano passado publicou um livro chamado “Inside the Zoo with U2: My Life With the World’s Biggest Band” (“No zoológico com U2: minha vida com a maior banda do mundo”).


Revista Consultor Jurídico, 5 de julho de 2005, 18h36

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 13/07/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.