Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Sem lugar em posse

Advogados consideram grosseira atitude do TJ de Tocantins

O presidente da OAB de Tocantins, Luciano Ayres da Silva, encaminhou nesta quinta-feira (10/2) ao presidente nacional da OAB, Roberto Busato, nota de repúdio contra ato praticado este mês pela ex-diretoria do Tribunal de Justiça do estado. Durante a sessão de posse dos novos dirigentes do tribunal, nenhum representante da OAB foi convidado a compor a mesa de autoridades ou a se manifestar. A OAB de Tocantins considerou a atitude “grosseira, deselegante e afrontosa”.

A sessão, conduzida pelo ex-presidente do TJ-TO, desembargador Marco Anthony Boas, estava cheia de profissionais da advocacia, conselheiros da seccional e contava com a presença do presidente da OAB-TO.

Segundo a OAB, ao decidir por não convidar a entidade para se manifestar, o TJ-TO deixou de cumprir a própria resolução interna que assegura a participação da Ordem e do Ministério Público em solenidades de qualquer natureza. Após o ato, cerca de 30 advogados se retiraram da solenidade de posse.

Leia a nota de repúdio publicada pela OAB de Tocantins:

“A Ordem dos Advogados do Brasil -- Seccional do Tocantins, torna pública a presente Nota de Repúdio em face da atitude grosseira, deselegante e afrontosa ocorrida durante a sessão solene de posse dos novos dirigentes do Egrégio Tribunal de Justiça do Estado, realizada em 1º de fevereiro de 2005, oportunidade em que, descumprindo norma interna da Corte e quebrando a tradição, negou assento à mesa condutora dos trabalhos à Advocacia Tocantinense, por intermédio de seu órgão máximo de direção – a OAB-TO, no ato representada por seu Presidente.

Por certo, a conduta ora repudiada não reflete o pensamento da Corte e desta, sob novo comando, espera-se tratamento de respeito e civilidade aos advogados e à OAB-TO, com o reconhecimento da indispensabilidade dos mesmos na administração da Justiça.

Gabinete de Presidência da Ordem dos Advogados do Brasil -- Seccional do Estado do Tocantins, no Palácio da Cidadania, em Palmas (TO) aos dois dias do mês de fevereiro de 2005”.

Luciano Ayres das Silva

Presidente

Revista Consultor Jurídico, 10 de fevereiro de 2005, 13h29

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 18/02/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.