Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Espelho meu

PSDB contesta propaganda que compara governos Lula e FH

PSDB contesta propaganda que compara governos Lula e FH

Começou mais um round na permanente briga que o PSDB trava com o governo do PT. Dessa vez os tucanos entraram na Justiça para contestar uma propaganda do governo federal. A ação foi protocolada nesta segunda-feira (18/4) no Tribunal Superior Eleitoral.

Os tucanos acusam o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva de utilizar a propaganda oficial para fazer comparativos com a gestão do antecessor, Fernando Henrique Cardoso (PSDB), e com isso fortalecer a imagem do presidente para uma provável campanha pela reeleição.

Na propaganda contestada pelo PSDB, o governo comemora os recentes números da economia brasileira, sobretudo os dados relativos ao salto das exportações brasileiras. Na publicidade, veiculada pelas principais emissoras de TV do País, o locutor destaca que a economia brasileira na atual gestão atingiu “o melhor resultado dos últimos dez anos”. Para os tucanos, a referência aos “dez anos” é uma clara alusão aos oito anos que FHC permaneceu no cargo e mais os dois anos da gestão Lula.

Os advogados do PSDB, Rodolfo Machado Moura e Gustavo Kanffer, ressaltaram na ação que ao promover esse tipo de comparação, o governo visa fortalecer a candidatura do atual presidente nas eleições do ano que vem.

O PSDB pede a suspensão imediata da propaganda e quer ainda que o presidente Lula seja punido com multa, conforme o parágrafo 3º do artigo 36 da Lei 9.504 (Lei eleitoral). O relator do processo é o ministro Marco Aurélio.

RP 752

Revista Consultor Jurídico, 18 de abril de 2005, 16h02

Comentários de leitores

2 comentários

Fernando Henrique Cardosos nunca foi sequer ge...

SÉRGIO GRAVELLO (sergio@gravello.com.br) (Advogado Associado a Escritório)

Fernando Henrique Cardosos nunca foi sequer gerente de restaurante antes de se tornar Presidente da República. Nem tem inteligencia para o cargo, como sempre salientava Brizola, isto é, dizia que tinha diplomas, mas lhe faltava o raciocinio. É isso mesmo. O operário líder sabe governar, sabe liderar, como muitos na história geral, incluindo os Imperadores Romanos mostraram. É certo que o diploma, a pós-graduação facilita e muito o trabalho de liderar, mas, desde que haja vocação para ser líder. Não é caso de FHC, o qual quebrou o Brasil, causou os caos nos empregados e em consequencia também nas empresas - ante a ausencia de compradores. Resumindo: FHC nao serviu, nem serve para nada, exceto atrapalhar. E por esse motivo foi colocado para correr quando professor.SÉRGIO GRAVELLO - advogado

Só faltava essa agora. Como se não bastassem...

Comentarista (Outros)

Só faltava essa agora. Como se não bastassem os árduos oito anos do governo de FHC, que deixaram o país \"de joelhos\" perante o resto do mundo civilizado e o FMI, agora querem \"proibir\" o atual governo de divulgar os índices de crescimento do país. Que vergonha. Não souberam governar e, agora, muito menos sabem comportar-se como uma oposição decente e responsável. Além de lamentável, tais atitudes chegam a ser patéticas...

Comentários encerrados em 26/04/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.