Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Acidente aéreo

Juíza do TRF-1 estava a bordo da aeronave que caiu em Manaus

Foi localizado durante a madrugada deste sábado (15/5) a aeronave Brasília, da Rico Linhas Aéreas, que caiu com 33 pessoas a bordo no início da noite de sexta-feira (14/5) quando se preparava para pousar no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, em Manaus. Veja, ao final do texto, a lista das vítimas.

A bordo do avião estava a juíza federal substituta Fabíola Bernardi, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, que fica em Brasília. A juíza estava em Tabatinga desde o dia 2 de abril deste ano, quando foi instalada a Vara.

Clique aqui para saber quem foi a juíza Fabíola Bernardi, no depoimento pungente de Flávio Dino.

Doze corpos de passageiros já teriam sido encontrados. Eles foram levados ao porto da cidade e encaminhados ao IML (Instituto Médio Legal).

A Rico informou que os corpos estão irreconhecíveis e por isso é difícil dizer com certeza quantos já foram resgatados. A empresa está distribuindo formulários aos parentes para que eles descrevam características físicas das vítimas. As buscas serão acompanhadas hoje por uma equipe com dez médicos legistas do IML de Manaus.

A aeronave foi localizada por volta das 3h por um helicóptero da Aeronáutica a cerca de 16 km da cabeceira da pista do aeroporto de Manaus. Uma equipe formada por três militares e dois bombeiros está no local do acidente. Não há informações de sobreviventes.

Trajeto

De acordo com o Cecomsaer (Centro de Comunicação Social da Aeronáutica), o último contato da aeronave [vôo 4815] com a torre do aeroporto de Manaus teria acontecido por volta das 18h20 (horário local), quando o piloto avisou que estaria pousando dentro de 18 minutos.

O avião havia partido de Manaus e seguido para Tefé. De lá prosseguiu para São Paulo de Olivença, foi para Tabatinga, retornou para Tefé para em seguida voltar a Manaus. A aeronave desapareceu neste último trecho.

A reportagem da Folha Online entrou em contato com a Rico, que disse não ter informações sobre o que aconteceu com o avião. Uma atendente confirmou apenas o número de pessoas a bordo --30 passageiros e três tripulantes.

Reprise

Em agosto de 2002, um outro avião da Rico Linhas Aéreas caiu numa fazenda próxima ao aeroporto internacional de Rio Branco (AC) matando 23 pessoas. Oito sobreviveram. Na ocasião a empresa considerou que não houve falha humana ou técnica.

Passageiros:

- Adriano Bezerra Filho

- Alexandre Magalhães

- Alexia Mello

- Antônio Barbosa

- Antônio Mafra

- Carlos Barros

- Carlos Damasceno

- Cauby Cunha

- Claudio de Jesus

- Dauene Souza

- Eneldo Oliveira

- Edmar Oliveira

- Fabíola Bernardi

- Felipe Cabral

- Ivan Saraiva

- Jeremias Batalha

- Jode Serra

- José Barros

- José Magalhães

- Juliana Moreira

- Marcelo Guedes

- Marcelo Leite

- Marcos Paulo Menezes

- Maria Divina Santos

- Max Sand Moraes

- Nelson Lima Jr.

- Oséias Tavares

- Paulo Nobre

- Silvia Roiniq

- Valdomiro Maciel

Tripulantes:

- Comandante Rui Kleber Gomes Brás

- Co-piloto Jatir Costa Freitas

- Comissária Monique Silva de Morais

(Com informações da Folha Online)

Revista Consultor Jurídico, 15 de maio de 2004, 11h41

Comentários de leitores

3 comentários

O que não dá para entender é porque o DAC é tão...

Jobson Mauro (Outros)

O que não dá para entender é porque o DAC é tão rápido para proibir os descontos da GOL e tão lento para proibir que uma empresa aérea que mata mais de 50 passageiros em 2 anos continue voando.

Os despachos da dra. Fabiola escritos a mão era...

Lino de Carvalho Cavalcante ()

Os despachos da dra. Fabiola escritos a mão era sua característica pessoal; eles engrandeciam o processo, pois ali havia a manifestação intima do juiz. De inicio fiquei surpreso com aquele modo de agir, mas depois compreendi que ali residia o trabalho do verdadeiro juiz, pois oferecia, também, a oportunidade de contesta-los; não era posições vazias, mas despachos substanciais, consistentes e sólidos. Quantos vezes fui ao seu gabinete com novos argumentos e ela sensatamente justificava suas posições. Quando ela decidiu ir para o norte, nós, militantes do juizado de Brasília, ficamos surpresos! Como ela deixava a Capital Federal para se embrenhar nas matas amazônicas! Mas compreendi, pois ela seu modo de ser; ela não almejava a gloria e as honras, mas somente o triunfo da justiça e ali na selva ela entendeu que poderia aplicar a justiça. Que Deus a tenha.

É uma pena que uma Excelente e Competente Magis...

MARCOS EIRÓ (Advogado Sócio de Escritório)

É uma pena que uma Excelente e Competente Magistra, como era a Dra. FABIOLA BERNARDI, Juíza Federal, tenha falecido nesse brusco acidente aéreo. Na condição de Advogado Militante tive a honra de labutar no dia a dia, ela estando como Juíza Federal em Belém-Pará. Dra. Fabíola Bernardi era uma competente magistrada, pessoa de altíssimo quilate, se distinguindo também pelo estilo de pessoa humilde entre todos que fazem a advocacia uma labuta. Lastimo profundamente o acidente, que prematuramente, a levou para o reino da Glória. Que Deus a tenha ! MARCOS EIRÓ, ADVOGADO-BELÉM-PARÁ

Comentários encerrados em 23/05/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.