Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Informação eletrônica

Senado irá disponibilizar 600 mil páginas de informações históricas

O presidente do Senado, Ramez Tebet, deverá inaugurar, no próximo dia 25 (terça-feira), um banco de dados com os anais do Senado, cobrindo 179 anos de atividades. Pela Internet, qualquer pessoa vai poder acessar informações relativas à história do Brasil que motivaram discussões e iniciativas do Senado, podendo realizar a pesquisa por tema ou pelo nome do parlamentar (dispondo, portanto, de índices temático e onomástico).

A iniciativa foi anunciada nesta quinta-feira (13) pelo diretor-geral do Senado, Agaciel da Silva Maia, que ressaltou o esforço que a instituição vem desenvolvendo para tornar seus trabalhos mais transparentes para toda a sociedade.

Segundo Agaciel, vão estar disponíveis pela Internet, no site do Senado (www.senado.gov.br), informações legislativas desde a Constituição de 1823, que criou o Senado, até os dias de hoje.

O banco de dados inclui, além de todas as Constituições brasileiras, os anais das atividades do Senado desde sua instalação, em 1826 (três anos após a promulgação da Constituição que o criou). O material reunido pela Subsecretaria de Anais e pelo Centro de Processamento de Dados e Informática (Prodasen) que será aberto ao público pela Internet ocupou 60 CD-Rom, o equivalente a 600 mil páginas, disse Agaciel Maia.

Para o diretor-geral do Senado, o novo banco de dados deverá propiciar farto material de pesquisa principalmente para estudantes, professores e historiadores, privilegiando-os com uma visão rica em torno de diversos temas de grande importância na vida do país e que foram exaustivamente discutidos no Senado, por diferentes partidos e tendências de cada época.

Ele citou como exemplo a Abolição da Escravatura, que foi toda concebida no Senado e provocou amplos debates entre os senadores da época, inclusive Rui Barbosa.

Agaciel Maia chamou ainda a atenção para os eventos programados pela Casa para comemorar os 111 anos do Senado da República, iniciados por uma sessão solene no Plenário, realizada na quarta-feira (12). Ele disse que estão previstas, ainda, a realização de um concurso para escolha da melhor redação de estudantes sobre eventos históricos que contaram com a participação do Senado, e uma série de exposições de fotos e peças históricas.

Ao dar exemplo das peças que serão expostas em todo o país sobre as atividades do Senado, Agaciel mostrou uma placa de ouro, pesando aproximadamente um quilo, datada de 1907, na qual os 48 senadores da época fizeram uma homenagem ao seu colega, Rui Barbosa, por sua participação na Corte de Haia, na Holanda, onde recebeu a alcunha de "Águia de Haia". Entre os senadores que assinaram seus nomes na placa de ouro estão Nilo Peçanha, Pinheiro Machado e Barata Ribeiro.

As informações são da Agência Senado.

Revista Consultor Jurídico, 13 de junho de 2002, 18h23

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 21/06/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.