Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Desigualdade barrada

STF abre licitação com vagas reservadas para negros

O Supremo Tribunal Federal abriu sua primeira licitação com 20% das vagas reservadas para negros. A concorrência servirá para contratar 17 profissionais para prestação de serviços de jornalismo.

O edital foi publicado dia 31 de dezembro e está disponível na área de Licitações do site do STF (www.stf.gov.br). As propostas dos concorrentes serão recebidas no dia 4 de fevereiro.

O presidente do Supremo, ministro Marco Aurélio de Mello, defende a adoção de cotas para negros no serviço público como instrumento de combate à desigualdade.

"A neutralidade estatal mostrou-se nesses anos um grande fracasso", afirma Marco Aurélio.

"O projeto de cotas é temporário. Esperamos que, depois, a inserção do negro ocorra naturalmente", afirmou Marco Aurélio em dezembro, depois de encontro com o ministro do Desenvolvimento Agrário, Raul Jungmann, pioneiro na adoção do sistema.

Revista Consultor Jurídico, 3 de janeiro de 2002, 16h14

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 11/01/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.