Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Busca de soluções

Juízes trabalhistas reclamam de 'desrespeito' de FHC com TRT-RJ

O presidente da Associação Nacional dos Magistrados na Justiça do Trabalho (Anamatra), Hugo Melo, lamentou nesta sexta-feira (26/4) o "profundo desrespeito" do presidente Fernando Henrique Cardoso com a Justiça do Trabalho no Rio de Janeiro.

"Na verdade, ao se omitir na recuperação do prédio onde funcionava a justiça trabalhista o governo não está penalizando os juízes, mas o cidadão carioca que procura a justiça para ter os seus direitos garantidos". A observação foi feita depois de uma audiência com o presidente do Tribunal Superior do Trabalho, Francisco Fausto.

Hugo Melo frisou que apesar da "inércia" do governo federal na recuperação do prédio, a Anamatra "confia que haverá uma solução a curto prazo dada pela atual direção do TST, que já deu mostras do interesse em solucionar o problema o mais rápido possível".

O presidente da Anamatra lembrou que, no início do mês, o presidente da República havia prometido liberar, em virtude da urgência, por meio de Medida Provisória, uma verba inicial de R$ 9 milhões, mas acabou enviando um projeto de lei ao Congresso, "incluindo recursos de mais de R$ 100 milhões em despesas que nada têm a ver com a Justiça do Trabalho".

O prédio onde funcionava a Justiça do Trabalho no Rio pertence ao Ministério do Trabalho e foi atingido por um incêndio em fevereiro, queimando mais de 11 mil processos. Estima-se que cem mil cidadãos do Estado tenham sido prejudicados.

Revista Consultor Jurídico, 26 de abril de 2002, 12h53

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 04/05/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.