Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Impasse no Ceará

Impasse no Ceará: juízes não querem escolher presidente do TRT.

O presidente do Tribunal Superior do Trabalho, ministro Francisco Fausto, e o corregedor-geral da Justiça do Trabalho, ministro Ronaldo Lopes Leal, discutiram nesta sexta-feira (12/4) o impasse em torno da presidência do Tribunal Regional do Trabalho do Ceará (TRT-CE).

A questão foi debatida durante audiências mantidas com o presidente da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), Hugo Melo, o vice-presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), Douglas Rodrigues e o vice-presidente da Anamatra, Grijalbo Coutinho.

A eleição para a presidência do Tribunal Regional do Trabalho do Ceará está sendo postergada por divergências internas. Todos os integrantes da Corte regional já ocuparam o cargo, com exceção do juiz Antônio Carlos Antero. De acordo com a legislação, a presidência do Tribunal caberia ao magistrado que ainda não desempenhou essa função. Apesar da regra, não houve eleição para o cargo tampouco mudança na presidência do TRT-CE.

A questão do TRT cearense já está sob a análise do Tribunal Superior do Trabalho. Em breve, o corregedor-geral da Justiça do Trabalho, ministro Renato Lopes Leal, se pronunciará sobre o assunto. No encontro com o ministro Francisco Fausto, os líderes da Anamatra e AMB defenderam o nome de Antônio Carlos Antero para a presidência do TRT do Ceará.

Revista Consultor Jurídico, 13 de abril de 2002, 17h54

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 21/04/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.