Consultor Jurídico

Artigos

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Coleção de medalhas

Machado Meyer fecha 'negócio do ano das Américas'

Em artigo publicado na sua edição de março último, a revista norte-americana Project Finance, especializada em negócios envolvendo financiamentos internacionais, considerou o projeto da TermoBahia "o negócio do ano das Américas".

O projeto de US$ 400 milhões contou com assessoria jurídica do escritório Machado Meyer Sendacz e Opice, sob a coordenação de Antônio Corrêa Meyer, José Prado Jr. e Raquel Novais, sócios do escritório em São Paulo, e, em Salvador, o sócio Clóvis Torres, todos especialistas em Project Finance.

O empreendimento foi desenvolvido com fundos do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) e sua inauguração está prevista para o segundo semestre deste ano.

A TermoBahia é uma usina termoelétrica movida a gás que está sendo implantada ao lado da Refinaria Landulpho Alves, em Mataripe, e que vai utilizar gás e água fornecidos pela própria RLAM para produzir energia elétrica e vapor.

A usina termoelétrica representa a redução na dependência de fatores climáticos na geração de energia no Estado da Bahia, uma vez que hoje toda a produção energética é proveniente de hidroelétricas.

O Machado, Meyer, Sendacz e Opice - Advogados é uma das maiores sociedades de advogados do Hemisfério, estruturada no atendimento de empresas, instituições financeiras, setor público e privado em todas as áreas do direito. Agrupa mais de 280 advogados, além de estagiários, paralegais e demais técnicos de apoio à profissão.

No Brasil, mantém unidades em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Salvador, Porto Alegre, Curitiba, Joinville e Fortaleza. No exterior, opera uma unidade em Nova Iorque e mantém alianças com os principais escritórios de advocacia da Espanha, Portugal e Argentina.

No ano passado o escritório foi premiado, em Londres, pelo Chambers Global Awards 2001, do Chambers and Partners, considerada principal premiação, em âmbito mundial, dada a escritórios de advocacia.

O Machado Meyer foi também o único escritório brasileiro a receber o prêmio The Law Firm Of The Year em Project Finance (projetos econômicos e financeiros desenvolvidos para as mais diversas atividades), concorrendo com grandes bancas como o Baker & Mckenzie; Cliford Chance; e Bruchou, Fernandez, Madero, Lombardi & Mitrani, entre outros.

No ano passado, o MMSO foi distingüido no ranking da Thomson Financial Securities (EUA) como o 4º escritório do mundo em fusões e aquisições. No ano anterior, o escritório realizou, nessa área, operações que, somadas, atingem US$ 12,8 bilhões, correspondendo a 14% do mercado mundial, segundo sua assessoria.

Revista Consultor Jurídico, 7 de abril de 2002, 14h50

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 15/04/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.