Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

CPI do Futebol

Advogado do Flamengo quer interferir na CPI do Futebol

O advogado José Carlos Faria Peixoto Guimarães, que representa o presidente do Flamengo, Edmundo Santos Silva, pediu que o Supremo Tribunal Federal lhe garanta o direito de intervir na CPI do Futebol, durante o depoimento do dirigente nesta terça-feira (30/10).

Peixoto Guimarães ajuizou Mandado de Segurança Preventivo, com pedido de liminar para poder participar da sessão ao lado de seu cliente.

Segundo o advogado, vedar-lhe a possibilidade seria um desrespeito às prerrogativas e direitos dos advogados conferidas pela lei. Em seu pedido, ele requer o direito "a assento ao lado de seu cliente e voz para levantar questões de ordem sempre que as perguntas desbordarem do objeto da investigação da CPI".

No pedido, Guimarães lembrou também que os senadores devem respeitar a liminar, parcialmente concedida pelo Supremo Tribunal Federal, no Habeas Corpus nº 80.909, no dia 7 de agosto passado. Na ocasião foi garantido a Edmundo Silva o direito de ficar em silêncio, não respondendo a perguntas que pudessem incriminá-lo.

Revista Consultor Jurídico, 29 de outubro de 2001, 20h35

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 06/11/2001.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.