Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Justiça na praia

Operação Litoral se encerra com 2034 registros cíveis e criminais

O verão se encerra oficialmente nesta terça-feira (20/3), mas para a Justiça paranaense os trabalhos da temporada acabaram na semana retrasada. Os Juizados Especiais, Cível e Criminal participaram da Operação Litoral de 16 de dezembro do ano passado a 9 de março de 2001. Equipes treinadas tentaram resolver os problemas ocorridos nas praias do litoral do Paraná.

De acordo com o relatório da Justiça, foram registrados 2034 casos durante as férias. Do total, 1539 foram na esfera criminal e 495 na esfera cível. Na esfera criminal, 98,97% foram resolvidos na fase preliminar. Dos feitos cíveis, foram solucionados 89,18% na mesma fase.

A Operação Litoral foi coordenada pela Vice-Presidência do Tribunal de Justiça-Supervisão dos Juizados Especiais. Os trabalhos foram desenvolvidos nas Comarcas de Antonina, Morretes, Paranaguá, Matinhos e Guaratuba. O Juizado também atuou na Ilha do Mel.

O projeto foi implantado em 1996 no Paraná. O vice-presidente do Tribunal de Justiça do Paraná, Altair Patitucci, disse que a operação serve para reforçar a estrutura judiciária de forma ágil e eficaz.

Revista Consultor Jurídico, 20 de março de 2001.

Revista Consultor Jurídico, 20 de março de 2001, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 28/03/2001.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.