Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Coluna do Rio

Hebe é processada por chamar namorada de Chitãozinho de Capitu

Por 

Pode acabar saindo caro para apresentadora Hebe Camargo ter chamado, em seu programa na TV, a nova namorada de Chitãozinho de "Capitu".

A bailarina Márcia Alves, entrou com ação contra a apresentadora por calúnia, injúria e difamação. No programa, a apresentadora levou a ex-mulher e filhos do cantor. Durante a entrevista, fez críticas a Chitãozinho por ter abandonado a ex-mulher.

Avalanche

O governador Anthony Garotinho sofreu duas derrotas significativas no TJ do Rio. A primeira foi com a decisão da Corte de estender aos aposentados um aumento de quase 40%, concedido aos defensores públicos.

A segunda extensão também aos aposentados, que receberam as mesmas gratificações especiais concedidas aos policiais civis e militares da ativa.

Escolha

O vice-presidente Marco Maciel só não será ministro do Supremo Tribunal Federal, no final de 2002, se não quiser.

O retorno

O advogado Wanderley Rebello Filho está preste a retornar ao cenário fluminense. Ele foi obrigado a deixar a direção jurídica do movimento "Rio contra o crime" depois de ser divulgada a sua ligação com o traficante Fernandinho Beira Mar.

Por ironia, a reentrée, poderá se dar pelas mãos do presidente da OAB-RJ, Octávio Gomes, que não se sabe por quais motivos, estaria empenhado para Rabello assumir uma das comissões da Ordem.

Para alguns, não há coincidência, uma vez que Otávio Gomes afastou-se da presidência da ONG Rio contra o crime. Caso o convite se concretize a resposta poderá ser óbvia.

Dor de cabeça

O diretor-presidente do "Correio Braziliense", jornalista Paulo Cabral, juntamente com os diretores João Cabral e Ricardo Noblat vão voltar a ter dias de ansiedade.

Com o fim das férias forenses, começa um novo capítulo na guerra que os herdeiros de Assis Chateaubriand, fundador dos Diários Associados, travam com Cabral, na Justiça do Rio.

Nos próximos dias, devem entrar em pauta dois recursos fundamentais para o desfecho do caso. O principal deles diz respeito à derrubada da liminar que bloqueou os bens das empresas e de todos os condôminos.

Outra dor de cabeça para Cabral é a dissolução do Condomínio Associado por excesso de irregularidades, já vencida em primeira instância pelos filhos e netos de Chateaubriand, em dezembro passado.

Se o julgamento do mérito for desfavorável aos Associados, um grande passo terá sido dado em favor dos herdeiros de Assis Chateaubriand.

Portas fechadas

O presidente do PSB, Miguel Arraes pediu ao governador Anthony Garotinho para não insistir em levar o deputado Eber Silva, seu correligionário com base eleitoral no norte fluminense, a ingressar no partido.

Membro da CPI do Narcotráfico, Eber Silva está sendo denunciado pelo Ministério Público como co-participante num crime de extorsão em Guapimirim. Para Arraes, só entra no partido tiver vida pregressa limpa.

 é editor da revista Consultor Jurídico no Rio de Janeiro

Revista Consultor Jurídico, 15 de fevereiro de 2001, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 23/02/2001.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.