Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Coluna do Rio

Decreto do Rio muda horário de funcionamento de banco

Por 

O prefeito do Rio de Janeiro, César Maia, assina nesta sexta-feira (6/4) o decreto que regulamenta o novo horário de funcionamento dos bancos - das 9h às 17h. Depois da publicação no Diário Oficial do Município, na próxima semana, os bancos terão 60 dias para adotar o novo expediente.

Mas os bancos não pretendem cumprir o decreto e aumentar em duas horas o atendimento ao público. As agências já decidiram seguir a orientação da Federação Brasileira dos Bancos (Febraban), que não reconhece legitimidade da prefeitura para alterar normas do sistema bancário.

Para a Febraban, o sistema é regido por lei federal e normatizado pelo Banco Central. O caso será decidido pela Justiça.

Registro cassado

O Conselho Pleno da Ordem dos Advogados do Brasil, secção Rio, cassou o registro de Ilson Escóssia da Veiga, um dos maiores fraudadores do INSS, condenado a 14 anos de prisão.

Os conselheiros foram unânimes em concluir que Ilson não pode mais exercer a advocacia.

Brasileira chicoteada

O milionário inglês Kevin Booth, segundo informa o jornal londrino "Daily Telegraph", foi condenado a dois anos de prisão por ter chicoteado a babá de seus filhos. Ela é uma brasileira, de 27 anos, que se recusou a ter relações sexuais com ele.

Explicações ao consumidor

A Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados convocará para uma audiência, nos próximos dias, o presidente da Varig , Ozires Silva.

Ele deverá explicar sobre as mudanças no programa de milhagem da campanha Smile...

Mundo esportivo

Um dos atletas do Botafogo de Futebol e Regatas que não recebe salário há meses foi procurado por um dirigente alvinegro com uma proposta indecente. Um doleiro, amigo do clube, colocaria seu salário em dia, desde que descontasse 35% de comissão.

Impostos

Enquanto um morador do Rio paga, em média, R$ 283 de impostos municipais por ano, quem vive no centro, sul ou noroeste do estado desembolsa apenas R$ 35 no mesmo período. E mais: em 2000 cada habitante do estado pagou média de R$ 372 de impostos estaduais, contra R$ 310 no ano anterior. Os dados são do Tribunal de Contas do Estado.

 é editor da revista Consultor Jurídico no Rio de Janeiro

Revista Consultor Jurídico, 6 de abril de 2001, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 14/04/2001.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.