Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Infra-estrutura nota zero

Audiência em Vara trabalhista é adiada por falta de banheiro

A falta de um banheiro provocou o adiamento de uma audiência na 48ª Vara do Trabalho de São Paulo. Entre abandonar seu cliente para satisfazer suas necessidades e pedir o cancelamento da audiência, Carmem Lúcia Gomes de Souza ficou com a segunda alternativa.

A juíza Sandra Curi de Almeida acatou pedido da advogada e determinou a suspensão da audiência, pois o prédio onde está instalada a Vara não dispõe de um sanitário.

O prédio, localizado na rua Aurora, Zona central de SP, foi recentemente locado pelo Tribunal Regional do Trabalho paulista.

Segundo o ex-presidente da Associação dos Advogados Trabalhistas de São Paulo (AAT-SP), Eli Alves da Silva, "isso demonstra a necessidade e importância da conclusão do prédio da Barra Funda para a instalação da 1ª Instância da Justiça do Trabalho".

Para o advogado "não é mais possível a manutenção das instalações da Justiça do Trabalho como se encontram hoje".

A nova audiência foi marcada para 20 de novembro. No Termo de Audiência expedido, a juíza determinou que o presidente do tribunal seja avisado da situação para que este tome providências.

O Tribunal Regional do Trabalho, contudo, refutou a versão de que o fórum da rua Aurora não tenha banheiros. O prédio dispõe de cinco sanitários femininos, cinco masculinos e um reservado para deficientes físicos destinados, em princípio, para servidores e juízes. Quando usuários - advogados, partes, testemunhas - necessitam, informou-se, a chave de um desses banheiros é emprestada.

Está nos planos da administração do fórum, ainda, a construção de um banheiro especialmente destinado aos usuários.

Revista Consultor Jurídico, 28 de setembro de 2000, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 06/10/2000.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.