Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Pitta X ACM X Globo

Petardo de Nicéa deve influir na sucessão presidencial

Por 

Por ordens expressas da direção da Globo, todos os jornalistas e técnicos da empresa que acompanharam os fatos em torno da entrevista de Nicéa Pitta estão cobertos pelo mais sagrado silêncio.

A ordem de sigilo é absoluta. Não vale contar nem para a família.

Novela das Oito

A ordem de silêncio da Globo oculta o capítulo mais picante dessa novela. A curiosidade, nas altas rodas, não se relaciona a Pitta nem a Nicéa. Mas ao presidente do Senado, Antônio Carlos Magalhães.

De tudo o que a Globo levou ao ar, o que mais impressionou foi o petardo que sobrou para ACM, sem que ele ao menos fosse avisado antes.

A pergunta é uma só: o que aconteceu com a velha aliança?

Precedente

Pelo menos um fato está sendo associado à repentina independência da Rede em relação ao grande amigo do dr. Roberto Marinho:

Dias atrás, decreto assinado pelo diretor de jornalismo Evandro Carlos de Andrade, mandou que os jornalistas da Casa mudassem o tom do noticiário em relação ao salário mínimo de 100 dólares.

Evandro explicou que a proposta do PFL estava sendo vendida pela Rede como algo muito bom quando, na vida real, ela arrebentaria com as contas públicas.

ACM, no entanto, já mostrou que não quer briga com a Globo.

Deve sobrar para FHC.

Santinho eletrônico

Deve chegar no Supremo Tribunal Federal um questionamento que foi considerado o primeiro sinal de que vêm problemas pela frente em relação à Lei Eleitoral já na próxima campanha política.

Como na época da criação da lei não havia Internet - e ela se referia basicamente ao rádio, TV e imprensa escrita - não houve previsão legal específica para imposição de multas e muito menos fixação de limites para o que se deve e se pode dizer e fazer na campanha.

Espera-se que o Tribunal Superior Eleitoral distribua aos TREs de todo o Brasil instruções novinhas para próximas eleições.

Se não. Salve-se quem puder.

Revista Consultor Jurídico, 12 de março de 2000.

 é editor da revista Consultor Jurídico no Rio de Janeiro

Revista Consultor Jurídico, 12 de março de 2000, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 20/03/2000.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.