Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Presença feminina

Entidades femininas indicam juíza do Rio para vaga no STF

Por 

O nome da desembargadora do Tribunal de Justiça (TJ) do Rio de Janeiro, Maria Raimunda Azevêdo, foi indicado ao Palácio do Planalto, para a vaga que se abre no Supremo Tribunal Federal (STF), no final do ano. O STF é um dos raros órgãos de cúpula do Judiciário no mundo ocidental que ainda não tem uma representante do sexo feminino.

Maria Raimunda foi indicada pela Comissão Permanente das Mulheres Advogadas da OAB-RJ, em ofício enviado ao presidente da República, Fernando Henrique Cardoso.

O Colégio Brasileiro das Mulheres Advogadas também indicou a desembargadora afirmando que ela sintetiza todos os requisitos para o preenchimento do cargo.

Ambas as entidades sugerem que Maria Raimunda ocupe a vaga que será aberta com a aposentadoria do ministro Octávio Galloti.

 é editor da revista Consultor Jurídico no Rio de Janeiro

Revista Consultor Jurídico, 7 de junho de 2000, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 15/06/2000.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.