Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Fusão negada

Escritórios desmentem possibilidade de fusão

Não haverá fusão, união, associação ou qualquer outro tipo de parceria entre os escritórios Tozzini, Freire, Teixeira e Silva; Demarest e Almeida; e Machado, Meyer, Sendacz e Ópice.

A notícia, veiculada na última sexta-feira (2/6) na imprensa paulista e repercutida pela Consultor Jurídico, foi consistentemente negada por representantes dos três escritórios, que figuram entre os maiores do país.

Passou-se a acreditar que a versão, detalhada, apresentada à imprensa teve o objetivo de prejudicar alguém.

A aventada união das três forças seria uma composição ideal, no plano teórico. Na prática, contudo, explicou o sócio de um dos escritórios, existem obstáculos praticamente instransponíveis entre as estruturas e culturas de cada Casa. Um deles seria a política remuneratória que, para ser padronizada, geraria graves problemas. Outro, seria o conflito de clientes.

Em carta endereçada à redação da revista Consultor Jurídico, os advogados Syllas Tozzini e José Luis de Salles Freire, negaram incisivamente a possibilidade.

Os advogados informam que seu escritório "mantém entendimentos cordiais com seus concorrentes nacionais e estrangeiros", mas que não pretende abrir mão de sua posição, nem de sua independência.

Leia a carta de Tozzini e Freire

Caros Senhores,

Com estranheza, lemos nota publicada na Revista Consultor Jurídico, em 4 de junho de 2000, acerca de suposta fusão entre três respeitados escritórios de São Paulo.

Gostaríamos de informá-los que não existe e nunca existiu qualquer discussão acerca de fusão, união, associação ou qualquer outro tipo de parceria entre nosso escritório e os escritórios Demarest e Almeida e Machado Meyer, Sendacz e Ópice. Reprovável a conduta adotada por V.Sas., que não se dispuseram a checar a notícia com as partes envolvidas, antes de divulgá-la.

Conveniente mencionar que, como o segundo maior escritório de advocacia do Brasil, com aproximadamente 200 advogados e mais de 100 estagiários, Tozzini, Freire, Teixeira e Silva mantém entendimentos cordiais com seus concorrentes nacionais e estrangeiros, mas pretende sustentar sua posição e conquistas, marcadas especialmente pelo dinamismo e independência. Assim, somos diretos concorrentes dos respeitados escritórios Demarest e Almeida e Machado Meyer, Sendacz e Ópice, bem como de qualquer grande escritório, nacional ou estrangeiro, que tenha atuação no Brasil.

Tozzini, Freire, Teixeira e Silva é reconhecido internacionalmente por sua atuação em fusões e aquisições, "corporate finance", "project finance", direito bancário, operações financeiras, operações ligadas ao mercado de capitais, contencioso civil e comercial, direito tributário, propriedade intelectual, imobiliário, ambiental, trabalhista e concessão de obras e serviços públicos. Além dos diversos departamentos especializados, o escritório conta também com equipes de profissionais que se especializaram na assessoria a grupos industriais, tais como telecomunicações, energia elétrica, gás e petróleo, seguros, financeiro, alimentício, automotivo e tecnologia da informação e e-commerce.

Atenciosamente,

Syllas Tozzini e José Luis de Salles Freire

Revista Consultor Jurídico, 5 de junho de 2000, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 13/06/2000.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.