Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Coluna do Rio

Exames para tirar carta de motorista ficam rigorosos no Rio

Por 

A partir de segunda-feira (18/12), os exames médicos e psicológicos para tirar carteira de habilitação, mudar de categoria ou renovar os documentos serão muito rigorosos no Rio de Janeiro.

Os exames médicos, que até agora se limitavam a uma inspeção visual, vai incluir avaliação auditiva, neurológica e cardio-respiratória.

O exame de vista avaliará, entre outros aspectos, o campo visual, a visão cromática, o ofuscamento por excesso de luz e visão noturna.

Os testes psicológicos testarão o grau de atenção e percepção, nível mental, agressividade e controle emocional.

Para prestar os serviços foram credenciadas 150 clínicas que atenderão os pacientes com hora marcada.

O exame médico custará R$ 39,00 e o psicológico R$ 43,00.

Susto

O coordenador de Segurança do Rio de Janeiro, Jorge da Silva, levou um choque ao ver os novos uniformes da polícia. Não pelo design das roupas, mas os manequins em que foram apresentados os uniformes eram todos loiros. O coordenador é da quarta geração de uma família de oficiais negros da PM.

Valor da apólice

Os donos de veículos furtados têm direito de receber o seu valor pactuado da apólice de seguros e não o de mercado quando ocorreu o fato.

A decisão, por maioria de votos, foi da Terceira Turma do STJ, ao negar recurso especial da "Novo Hamburgo Companhia de Seguros Gerais", que queria pagar apenas R$ 20 mil (valor de mercado) a uma empresa mineira proprietária de um Mazza de 1963.

O carro foi furtado em julho de 96, dois meses depois de ter feito o seguro por R$ 32 mil. Para receber a diferença, a empresa Machado Participações entrou com uma ação de cobrança na Justiça.

A Novo Hamburgo ganhou na primeira instância, alegando que o contrato (no caso cobrindo colisão, incêndio e roubo) devia ser interpretado totalmente em seu benefício.

 é editor da revista Consultor Jurídico no Rio de Janeiro

Revista Consultor Jurídico, 15 de dezembro de 2000, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 23/12/2000.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.