Consultor Jurídico

Eleições OAB 2021

Da Redação

Pleito adiado

Juiz suspende eleição da OAB-RR marcada para esta terça-feira

A eleição da seccional de Roraima da OAB que estava marcada para acontecer nesta terça-feira (30/11) está suspensa por decisão do juiz federal Helder Girão Barreto, da 1ª Vara Cível de Roraima.

A decisão é válida até que o colegiado da 3ª Câmara do Conselho Federal da OAB analise o pedido de impugnação de uma das chapas concorrentes, a "Somos+OAB". Além de suspender a eleição, o juiz determinou que o pleito ocorra na data mais próxima dentro de um prazo menor a cinco dias úteis.

A OAB-RR é a única que não elegeu seu presidente para o próximo triênio. A Comissão Eleitoral da entidade cassou o registro da chapa "Somos+OAB" por violar o artigo 133, § 12, do Regulamento Geral do EOAB.

Clique aqui para ler a decisão
Processo nº 1007615-34.2021.4.01.4200

Votação apertada

Sérgio Leonardo é eleito presidente da OAB de Minas Gerais

Sérgio Rodrigues Leonardo foi eleito presidente da seccional de Minas Gerais da Ordem dos Advogados do Brasil para o triênio 2022-2024, com 18.146 votos.

Sérgio Leonardo foi eleito em disputa acirrada 
Reprodução/OAB-MG

Luís Cláudio Chaves, da chapa "Ordem com Você" ficou em segundo lugar e recebeu 17.836 votos. No total, quatro chapas concorreram à diretoria da OAB mineira e 307 chapas concorreram à direção das subseções. 

Sérgio Leonardo, natural de Belo Horizonte, tem 43 anos e é advogado militante há 19 anos. Atua na área de direito penal e é formado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Este será o primeiro mandato de Sérgio Leonardo à frente da Ordem, na qual já atuou como tesoureiro da seccional (2016/2018) e secretário-geral adjunto, gestão 2013/2015.

Também formam a diretoria: Ângela Parreira de Oliveira Botelho (vice-presidente); Sanders Alves Augusto (secretário-geral); Cássia Marize Hatem Guimarães (secretária-geral adjunta) e Fabrício Souza Cruz Almeida (tesoureiro).

Já a diretoria da CAA/MG é formada por Gustavo Oliveira Chalfun (presidente); Vanja Honorina Aguiar Albino (vice-presidente); Giuliano Almada de Oliveira (primeiro secretário); Valéria Lemos Ferreira Silva (segunda secretária); Silvina Araújo Mendes (tesoureira); Rodrigo Ribeiro de Oliveira Botti (diretor) e Flávia Elias Fachineli (diretora).

Os conselheiros federais titulares são Sergio Murilo Diniz Braga, Misabel de Abreu Machado Derzi e Antonio Fabricio de Matos Gonçalves. E os suplentes serão Marcelo Tostes de Castro Maia, Nubia Elizabette de Jesus Paula e Daniela Marques Batista Santos de Almeida

Agora é que são elas

Com apoio da atual gestão, Gisela Cardoso é eleita presidente da OAB-MT

Gisela Cardoso será a presidente da seccional de Mato Grosso da OAB para o triênio 2022-2024. Ela venceu nas urnas o advogado Pedro Paulo Peixoto. A advogada disputou as eleições com apoio do atual presidente da entidade, Leonardo Campos.

Cardoso será a segunda mulher na Presidência da OAB-MT 
Reprodução/OAB-MT

A presidente eleita recebeu 4.642 votos (52,2%). Já o candidato da Chapa 2, Pedro Peixoto, teve 4.005 votos (45,06%). Foram computados ainda 126 votos em branco (1,42%) e 116 votos nulos (1%) no estado. 

Em meio à comemoração, a nova presidente da OAB-MT discursou para um grande grupo de apoiadores que aguardavam do lado de fora da sede.

"Estamos muito felizes. Faço um compromisso de retribuir a toda advocacia mato-grossense toda a confiança depositada em mim. E àqueles que não votaram na nossa chapa, gostaria de reforçar que a eleição acabou, a advocacia é uma só e vamos trabalhar unidos pelo fortalecimento de nossa instituição e de nossa profissão", afirmou.

Com 20 anos de carreira na advocacia, Cardoso faz parte da diretoria da OAB-MT há seis anos. Ela é a segunda mulher a assumir o comando da entidade. A primeira foi a atual presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, Maria Helena Póvoas, entre 1993 e 1997.

A composição da nova diretoria da Ordem mato-grossense conta também com José Carlos de Oliveira Guimarães na vice-presidência; Fernando Augusto Vieira Figueiredo na secretaria geral; Adriana Paula Tanssini Rodrigues Silva na secretaria geral adjunta; e Helmut Flávio Preza Daltro como diretor-tesoureiro. Já a Caixa de Assistência dos Advogados (CAA-MT) será presidida por Itallo Leite, com Clarissa Lopes Dias Malluf Pereira como vice.

Os conselheiros federais eleitos são Cláudia Pereira Braga Negrão, Leonardo Pio da Silva Campos, atual presidente da Seccional, e Ulisses Rabaneda; os suplentes são Carolina Naves Dias Barchet, Mara Yana Barros Samaniego e Stalyn Paniago Pereira. Com informações da assessoria de imprensa da OAB-MT.

Levanta, sacode a poeira

OAB-SP, 89 anos, elege a primeira mulher presidente: Patricia Vanzolini

Prestes a completar 90 anos de fundação, em janeiro do ano que vem, a seccional paulista da Ordem dos Advogados do Brasil elegeu nesta quinta-feira (25/11) sua primeira mulher presidente: Patricia Vanzolini.

A criminalista Patricia Vanzolini
Divulgação

"Com a alegria e a honra de ser escolhida a primeira mulher a presidir a OAB de São Paulo, venho agradecer em nome de todos os integrantes da chapa o histórico apoio recebido pela advocacia paulista. Mais do que representar a primeira mulher no comando da maior seccional do país, reconheço o peso da responsabilidade que é reconstruir a Ordem com meu compromisso de atuar na defesa intransigente das prerrogativas de todos os advogados e da valorização da profissão, do primeiro ao último dia de meu mandato. O momento é de união e responsabilidade, com o compromisso de atuar para todos os advogados, independentemente da chapa que eles defenderam neste pleito", disse Vanzolini logo após a vitória ser confirmada matematicamente.

A campanha da criminalista de 49 anos passou por reviravoltas nesta eleição da OAB. Próximo do fim do prazo da inscrição das chapas, o pré-candidato Leonardo Sica desistiu da candidatura a presidente e anunciou apoio a Vanzolini, como candidato a vice.

Na reta final da campanha, semana passada, Patricia foi diagnosticada com Covid-19, teve de permanecer isolada e em repouso, não participou do debate da ConJur e interrompeu o corpo a corpo de sua campanha na reta final, principalmente pelas seções do interior do estado, onde o atual presidente, Caio Augusto Silva dos Santos, que tentava a reeleição, concentrava suas forças.

Com mestrado e doutorado em direito pela PUC (Pontifícia Universidade Católica) de São Paulo, Vanzolini é advogada criminalista e professora na Universidade Presbiteriana Mackenzie. Em 2018, concorreu à vice-presidência da OAB-SP.

Uma das principais bandeiras da campanha da presidente eleita é promover a modernização da seccional paulista da OAB. "É assustador como uma entidade desse tamanho, com esse orçamento, uma receita de R$ 344 milhões, um orçamento que é maior que metade dos municípios de São Paulo, não tem procedimentos de transparência, de compliance, de boas práticas, de fiscalização de contratos, de fiscalização de contratações, enfim, processos de governança", disse em entrevista à ConJur.

Veja como votaram os advogados paulistas*:
*Apuração até as 23h30 desta quinta
Urnas apuradas: 876
Total de urnas: 1.014
Patricia Vanzolini: 57.537 votos (36,21%)
Caio Augusto Silva dos Santos: 51.663 votos (32,52%)
Dora Cavalcanti: 16.379 votos (10,31%)
Mário de Oliveira Filho: 8.286 votos (5,21%)
Alfredo Scaff: 8.164 votos (5,14%)
brancos: 6.651 votos (4,19%)
nulos: 10.209 votos (6,43%)
Clique aqui para ver a apuração final

Confira a chapa eleita:
Presidente: Maria Patricia Vanzolini Figueiredo
Vi
ce-presidente: Leonardo Sica
Secretária-geral: Daniela Marchi Magalhães
Secretário-geral adjunto: Dione Almeida Santos
Tesoureiro: Alexandre de Sá Domingues
Presidente da CAA: Adriana Galvão Moura Abilio
Vice-presidente da CAA: Domingos Assad Stocco
Conselho Federal - Titulares: Alberto Zacharias Toron, Carlos José Santos da Silva, Silvia Virginia Silva de Souza
Conselho Federal - Suplentes: Alessandra Benedito, Daniela Campos Liborio, Helio Rubens Batista Ribeiro Costa

Nova ordem

Marilena Winter é a primeira mulher eleita presidente da OAB do Paraná

Com 59,68% dos votos válidos, Marilena Winter, da chapa XI de Agosto, venceu nesta quinta-feira (25/11) a eleição na OAB do Paraná e se tornou a primeira mulher eleita presidente da seccional. O pleito foi na modalidade online.

Marilena Winter teve o apoio da situação

A chapa Algo Novo, encabeçada por Marcelo Trindade de Almeida, ficou em segundo lugar, com 28,30% dos votos. Em terceiro, ficou a chapa Artigo 5º, liderada por Romulo Quenehen, com 12,01% dos votos válidos.

O índice de participação foi recorde: 85,65%. Participaram 49.365 eleitores de um total de 57.638 aptos a votar.

"É uma vitória emocionante do grupo XI de Agosto, coroando o trabalho que vem sendo realizado pelo presidente Cássio Telles nesta gestão e, principalmente, marca um momento histórico", comemorou a presidente eleita.

Telles disse que a eleição foi uma grande festa da democracia. "Ficamos felizes com o sucesso do pleito eleitoral, do comparecimento extraordinário dos eleitores", comentou

Natural de União da Vitória, no interior do estado, Marilena Indira Winter é graduada em Direito pela Universidade Federal do Paraná e mestre e doutora em Direito das Relações Sociais, também pela UFPR. Atua como procuradora do município de Curitiba desde 1992.

É membro do IAP e professora de Direito Civil da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Na OAB-PR, foi conselheira e secretária-geral, participou de comissões e atualmente exerce a função de vice-presidente.

A nova diretoria será composta também pelos advogados Fernando Estevão Deneka (vice-presidente), Henrique Gaede (secretário-geral), Roberta Santiago Sarmento (secretário-geral adjunto) e Luiz Fernando Casagrande Pereira (tesoureiro). Com informações da assessoria de imprensa da OAB-PR.