Consultor Jurídico

Personalidades do Direito elogiam conteúdo do Anuário da Justiça Brasil 2024

23 de maio de 2024, 19h12

imprimir

Durante o evento de lançamento do Anuário da Justiça Brasil 2024, nesta quarta-feira (22/5), personalidades do mundo do Direito exaltaram a importância da publicação editada pela revista eletrônica Consultor Jurídico. Como tem feito desde a sua primeira edição, há 18 anos, o Anuário oferece conteúdo jornalístico com foco nos assuntos mais relevantes discutidos pelo Poder Judiciário, além de mapear a tendência de voto de ministros do STF e dos tribunais superiores em demandas de diferentes ramos do Direito.

Luís Roberto Barroso discursa no lançamento do Anuário da Justiça Brasil 2024

Barroso discursa no lançamento do Anuário da Justiça Brasil 2024

Leia a seguir declarações colhidas na cerimônia promovida no Salão Branco do STF:

Luís Roberto Barroso, presidente do STF e do CNJ

“O Anuário ajuda a fazer com que o Judiciário seja melhor conhecido e tenha mais transparência. Decidimos as questões mais divisivas da sociedade brasileira. O ministro do Supremo tem de ser bem analisado, porque o nível de rejeição é imenso. Estamos desagradando ou fazendeiros ou comunidades indígenas, ou o contribuinte ou o governo. Não há salvação na atividade que nós desempenhamos. E não há forma pior de conseguir desagradar a todos do que tentar agradar a todo mundo”, afirmou o ministro.

Barroso disse ainda que um dos motivos que fizeram com que ele aceitasse ser anfitrião do evento de lançamento do Anuário foi o trabalho pioneiro do jornalista Márcio Chaer, diretor da ConJur. “Num momento no mundo em que as pessoas têm uma obsessão pelo negativo, o Márcio tem um olhar construtivo especialmente sobre o Judiciário. E, além desse motivo ratione personae, um motivo ratione materiae, que é a utilidade pública imensa da Consultor Jurídico em geral e do Anuário da Justiça para todos nós.” (clique aqui para ler a íntegra do discurso de Barroso).

Paulo Gonet, procurador-geral da República

O PGR contou que recomenda a leitura das edições do Anuário da Justiça quando é procurado por atores do mundo jurídico no exterior interessados no Poder Judiciário brasileiro.

“Eu acompanho o Anuário da Justiça desde o seu primeiro exemplar e, invariavelmente, mantém uma linha editorial propositiva de apresentação ao público dos temas que são os mais relevantes em cada momento. Quem folheia o Anuário, quem busca informações nele, sai bem-informado, conhece quais são as principais correntes que estão sendo postas em confronto e, em cada instante, descobre qual é a tendência dos tribunais e recebe uma notícia justa dos integrantes dos tribunais e das instituições que são retratadas nas páginas da revista”, afirmou Gonet.

“Digo isso sabendo que eu estou agora nesta edição e ainda não vi, mas as críticas ali eu já abono de antemão com a plena confiança na qualidade jornalística de todos os empreendimentos levados adiante pelo nosso querido Márcio Chaer”, brincou o PGR (clique aqui para ler a íntegra do discurso de Gonet).

Alberto Bastos Balazeiro, ministro do TST

O magistrado abordou a importância de tornar transparente para a sociedade como a Justiça brasileira tem atuado. “Considero o lançamento do Anuário de extrema importância na publicidade do Judiciário. A sociedade conhece os magistrados. Hoje a realidade de informação sobre a atuação dos juízes é uma realidade muito diferente do que era em outro período. Hoje a sociedade conhece os ministros do Supremo, do STJ, do TST, então dar publicidade aos entendimentos e à compreensão do Direito é um serviço que a Conjur presta à sociedade.”

Guilherme Calmon, presidente do TRF-2

O presidente do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, que abrange o Rio de Janeiro e o Espírito Santo, destacou que o Anuário da Justiça buscar fazer uma prestação de serviço ao fornecer informações de que os profissionais do Direito necessitam no dia a dia. “Esse guia, além de oferecer uma radiografia de como os tribunais funcionam, é muito útil para quem lida no dia a dia da Justiça. Compartilhar informações significa transparência. E quem ganha com a transparência é toda a sociedade.”

Décio Freire, sócio titular do DFA (Décio Freire Advogados)

O advogado elogiou o Anuário da Justiça pelo trabalho feito ao longo das 18 edições da sua publicação de caráter nacional. “O Anuário da Justiça, ao completar 18 anos em 2024, atinge a maioridade e o ápice em termos de riqueza de informações sobre o sistema de Justiça brasileiro. Um verdadeiro presente para o jurisdicionado e para todos os operadores do Direito.”

Carlos José Santos da Silva, o Cajé, sócio do escritório Machado Meyer

O advogado ressaltou a importância de a sociedade refletir sobre a atuação do Poder Judiciário, o que é facilitado para quem lê as páginas do Anuário da Justiça. “Há muitas críticas ao Judiciário, há muitas críticas à advocacia. Mas nós devemos relembrar sempre e falar: depende de todos nós (haver uma boa atuação no sistema de Justiça). E a Conjur faz com que nós reflitamos sobre tudo isso. É muito importante esse momento. O Judiciário precisa refletir, mas a advocacia também. Vamos construir juntos um futuro melhor para construir o melhor pela Justiça do nosso país.”

Assista à cerimônia de lançamento do Anuário da Justiça Brasil 2024:

Anuário da Justiça Brasil 2024 contou com o apoio da Fundação Armando Alvares Penteado – FAAP.

Anunciaram nesta edição do Anuário da Justiça Brasil:

Abdala Advogados
Advocacia Fernanda Hernandez
Antonio de Pádua Soubhie Nogueira Advocacia
Arruda Alvim & Thereza Alvim Advocacia e Consultoria Jurídica
Ayres Britto Consultoria Jurídica e Advocacia
Barroso Fontelles, Barcellos, Mendonça Advogados
Basilio Advogados
Bottini & Tamasauskas Advogados
Cançado e Barreto Advocacia S/S
Cecilia Mello Sociedade de Advogados
Cesa — Centro de Estudos das Sociedades de Advogados
Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil
Corrêa da Veiga Advogados
Costa & Marinho Advogados
Cury & Cury Sociedade de Advogados
Décio Freire Advogados
Dias de Souza Advogados
DMJUS
D’Urso & Borges Advogados Associados
FAAP
Feldens Advogados
Fidalgo Advogados
Fontes Tarso Ribeiro Advogados Associados
Fux Advogados
Gomes Coelho & Bordin Sociedades de Advogados
Hasson Sayeg, Novaes e Venturole Advogados
JBS S.A.
Justino de Oliveira Advogados
Laspro Advogados Associados
Leite, Tosto e Barros Advogados
Lollato, Lopes, Rangel, Ribeiro Advogados
Machado Meyer Advogados
Marcus Vinicius Furtado Coêlho Advocacia
Mauler Advogados
Mendes, Nagib e Luciano Fuck Advogados
Milaré Advogados
Moraes Pitombo Advogados
Multiplan
Nelio Machado Advogados
Nery Sociedade de Advogados
Oliveira Lima & Dall’Acqua Advogados
Ordem dos Advogados do Brasil — São Paulo
Original 123 Assessoria de Imprensa
Pardo Advogados Associados
Prevent Senior
Sergio Bermudes Advogados
Tavares & Krasovic Advogados
Tojal Renault Advogados
Warde Advogados