Estúdio ConJur

Ludmila Leite vira sócia do Florêncio Filho Camargo Aranha Advogados

Autor

27 de setembro de 2023, 9h00

Depois de liderar a área de Penal Empresarial em dois dos maiores escritórios full service do Brasil (Tozzini Freire e Lefosse) por mais de oito anos, a advogada Ludmila Leite retorna à advocacia especializada e se junta ao escritório Florêncio Filho Camargo Aranha, banca de Direito Penal e Penal Empresarial com advogados de perfil acadêmico e também sólida experiência.

Divulgação
Ludmila Leite está de volta
à advocacia especializada
Divulgação

Ludmila é mestre em Direito Penal pela USP e atua na advocacia criminal há 20 anos, acompanhando todas as grandes alterações sofridas pela legislação criminal e processual, especialmente nos crimes tributários, ambientais, de defesa do consumidor e concorrenciais. Também atuou em todas as grandes operações envolvendo crimes financeiros, corrupção, prevenção à lavagem de dinheiro, crimes cibernéticos e crimes contra o sistema financeiro nacional.

Nos últimos cinco anos, ela foi ranqueada em todas as publicações nacionais e internacionais de white-collar crimes e compliance, como Legal 500, Análise, Leaders League, Chambers & Partners e GIR, refletindo sua atuação em casos multijurisdicionais complexos e de alta sensibilidade para a atividade empresarial.

Ludmila atuou nas maiores operações de fusão e aquisição e IPOs dos últimos anos no Brasil, como a fusão da Notredame com a Hapvida, a complexa operação de take over de Marcos Molina, da Marfrig, e o IPO do banco de investimentos da BR Partners e da Pag Seguros. 

A advogada também coordenou a investigação do maior desastre ambiental envolvendo um aterro sanitário, liderou a frente criminal no ataque cibernético sofrido por uma das maiores empresas de capital aberto do setor de varejo, negociou acordos de colaboração premiada para executivos do setor farmacêutico e ainda assessorou, pelo viés de compliance e criminal, os executivos e membros da Diretoria e do Conselho de Administração na investigação envolvendo o setor portuário de São Paulo. Também litigou em diversos procedimentos administrativos e processuais das diversas operações da Polícia Federal, incluindo Operação Lava Jato, Caça-Fantasmas, Zelotes, Boca Livre, Fratura Exposta, Turbulência e Cartel de Câmbio, entre outras.

Perante a International Bar Association, Ludmila ainda lidera a iniciativa de diversidade e inclusão do Comitê de Business Crime, tendo sido painelista nos últimos quatro anos de todos os eventos anuais do setor da American Bar Association.

Sua volta à advocacia especializada vem ao encontro do momento de expansão do escritório Florencio Filho Camargo Aranha. Os sócios Ludmila, Marco Aurélio e Rodrigo, juntamente com o consultor professor João Paulo Martinelli e a equipe de advogados liderada por Laudenor, compartilham a paixão pela vida acadêmica e o diferencial do novo escritório resulta da perfeita combinação entre a gestão de casos complexos e clientes internacionais no padrão de um escritório full service com a excelência técnica, total disponibilidade e pilares éticos estritos da butique criminal.

Tags:

Encontrou um erro? Avise nossa equipe!