Sangue novo

TRF-3 elege nova desembargadora federal e define listas tríplices

Autor

3 de março de 2023, 20h15

Em sessão plenária híbrida realizada nesta quinta-feira (2/3), o Plenário do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (SP e MS) elegeu, por unanimidade, a juíza federal Adriana Pileggi de Soveral para o cargo de desembargadora federal pelo critério de antiguidade.

Divulgação
TRF-3 elegeu, por unanimidade, a juíza  Adriana Pileggi de Soveral para o cargo de desembargadora nesta quinta-feira (2/3)
Divulgação

A corte também definiu duas listas tríplices de juízes federais para promoção para o cargo de desembargador federal por merecimento e formou lista para o cargo em vaga do quinto constitucional, por indicação do Ministério Público Federal. A sessão foi conduzida pela presidente do TRF-3, Marisa Santos.

Na eleição para a primeira vaga pelo critério de merecimento, os mais votados foram os juízes federais Renata Andrade Lotufo, com 35 votos; Giselle de Amaro e França, com 35 votos; e Audrey Gasparini, com 34 votos. A juíza federal Renata Lotufo foi indicada pela terceira vez seguida e terá o nome enviado à Presidência da República.

Na votação para a segunda vaga pelo mesmo critério, os magistrados mais votados foram Giselle de Amaro e França, Audrey Gasparini e João Eduardo Consolim, todos com 35 votos. Giselle de Amaro França foi também indicada pela terceira vez e terá o nome enviado à Presidência da República.

A partir de lista sêxtupla definida pelo MPF, os magistrados escolheram os procuradores Antônio Morimoto Júnior, Rafael Siqueira de Pretto e Eduardo Santos de Oliveira Benones para formar a lista tríplice.

Os nomes serão encaminhados ao presidente Lula, que definirá quem irá ocupar a vaga do quinto constitucional, destinada a membro do MPF. As vagas foram criadas pela Lei 14.253/2021. Com informações da assessoria de comunicação Social do TRF-3

Tags:

Encontrou um erro? Avise nossa equipe!