Fora do prazo

Juiz reconhece prescrição de PAD contra servidor que denunciou suposta infração

Autor

25 de julho de 2023, 11h46

O prazo para prescrição da pretensão punitiva disciplinar estatal é de 180 dias começa a contar a partir da data do conhecimento do fato pela autoridade competente para instaurar o PAD. 

rawpixel/Freepik
Juiz explica que após 180 dias a pretensão punitiva disciplinar estatal prescreve
rawpixel/Freepik

Esse foi o fundamento adotado pelo juiz Leonardo Tochetto Paupério, da 16ª Vara do Distrito Federal, para conceder liminar para suspender os efeitos gerados pela instauração de procedimento contra um servidor do Ministério do Meio Ambiente. 

No caso concreto houve uma comunicação de um suposto ato infracional do servidor público em 2019. Apesar da denúncia, o Conselho de Ética da entidade não tomou nenhuma providência.

Passado o prazo para instauração de qualquer procedimento para apurar o caso, o Ministério do Meio Ambiente decidiu abrir um processo administrativo disciplinar contra o servidor que comunicou a infração. 

No mandado de segurança, a defesa do servidor denunciante apontou a prescrição da pretensão punitiva. O juiz acolheu os argumentos da defesa e suspendeu os efeitos da instauração do PAD em caráter liminar.

O advogado Kayo César Araújo da Silva atuou no caso. 

Clique aqui para ler a decisão
Processo 1018455-10.2023.4.01.3400

Tags:

Encontrou um erro? Avise nossa equipe!