Crimes de guerra

Exposição mostra interpretação simultânea no julgamento de Nuremberg

Autor

25 de fevereiro de 2023, 13h27

O Tribunal de Justiça de São Paulo recebe, entre 10 de março e 10 de abril, a exposição “1 julgamento, 4 línguas: os pioneiros da interpretação simultânea em Nuremberg”, que trata da prática inaugurada durante o julgamento de Nuremberg, após a Segunda Guerra Mundial.

ConJur
TJ-SP recebe exposição a partir de março
ConJur

Foi por meio da interpretação simultânea que promotores, advogados, testemunhas e réus puderam se comunicar em quatro línguas diferentes (inglês, francês, russo e alemão) por meio de uma nova tecnologia criada especialmente para a ocasião.

O julgamento de Numberberg, na Alemanha, se dedicou a analisar a ocorrência de crimes de guerras por oficiais nazistas. Ocorreu entre 20 de novembro de 1945 e 1º de outubro de 1946, na cidade alemã de mesmo nome.

A exposição, organizada pela Organizada pela AIIC Brasil (Associação Internacional de Intérpretes de Conferência, com sede em Genebra) e pela APIC (Associação Profissional de Intérpretes de Conferência, sediada em São Paulo), mostra a atuação dos 36 intérpretes escalados para a ocasião.

Tags:

Encontrou um erro? Avise nossa equipe!