Estamos de olho

Gilmar e Alexandre pedem explicações sobre operações da PF neste domingo

Autor

30 de outubro de 2022, 9h11

O decano do Supremo Tribunal Federal, ministro Gilmar Mendes, intimou neste sábado (29/10) o ministro da Justiça, Anderson Torres, para que ele explicasse, no prazo de 3 horas, operações policiais deflagradas no segundo turno das eleições que supostamente beneficiariam a campanha do presidente Jair Bolsonaro (PL).

Alan Santos/PR
Alan Santos/PR

O despacho foi assinado no bojo de uma ação impetrada pelo PSB, que questiona supostos "traços abusivos" em "medidas cautelares e a prática de atos de persecução criminal por parte de órgãos integrantes do sistema de justiça brasileiro". Segundo o partido, tal prática é marcada por uma seletividade que implica em desequilíbrio do pleito eleitoral.

Ontem mesmo, em publicação no Twitter, o ministro de Bolsonaro afirmou que a pasta fará uma grande operação para evitar crimes eleitorais que envolverá a integração de 10 mil policiais federais com cerca de 500 mil agentes das forças de segurança estaduais.

Também neste sábado, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, deu 4 horas para que os diretores da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) expliquem operações das corporações que foram deflagradas para o segundo turno das eleições.

Clique aqui para ler o despacho de Gilmar Mendes

Encontrou um erro? Avise nossa equipe!