Vizinho do barulho

Homem é condenado por agredir vizinhos que reclamaram de som alto em festa

Autor

5 de março de 2022, 9h52

A juíza Jane Rute Nalini Anderson, da 3ª Vara Criminal de Jundiaí (SP), condenou um homem a três meses de detenção por lesão corporal contra um casal de vizinhos em um condomínio de luxo no interior paulista. A pena foi substituída por uma restritiva de direitos, consistente no pagamento de um salário mínimo.

dolgachov
dolgachovHomem é condenado por agredir vizinhos que reclamaram de som alto em festa

De acordo com a denúncia, o réu teria agredido o casal de vizinhos, que reclamaram de uma festa com música ao vivo e som alto. As vítimas interfonaram duas vezes na portaria para que o volume da música fosse diminuído. Porém, o barulho continuou e o réu, insatisfeito com as reclamações, foi até a casa dos vizinhos. 

No local, ele agrediu fisicamente um dos moradores. A esposa tentou intervir, mas levou um empurrão do réu e caiu de costas no chão. Para a juíza, a autoria e a materialidade ficaram demonstradas nos autos. Ela citou os exames de corpo de delito das vítimas, que constataram as lesões corporais de natureza leve.

"As declarações e depoimentos coerentes, harmônicos e verossimilhantes das vítimas e testemunhas, não deixam qualquer dúvida quanto à autoria. Conforme jurisprudência, no campo probatório a palavra da vítima se reveste de grande valor, pois, incidindo sobre a conduta de indivíduo até então desconhecido, seu interesse é apenas apontar o verdadeiro culpado e descrever como o crime ocorreu, jamais acusar um réu inocente", disse.

Dessa forma, concluiu a magistrada, não há que se falar em insuficiência de provas que, na realidade, comprovaram o crime de lesão corporal, praticado pelo acusado na data mencionada na denúncia. As vítimas foram representadas pelo advogado Fábio Menezes Zillioti.

Clique aqui para ler a sentença
1503518-69.2020.8.26.0309

Autores

Tags:

Encontrou um erro? Avise nossa equipe!