Consultor Jurídico

Bem de família

Autor da ação deve provar que imóvel não é bem de família, decide TST

Retornar ao texto

Comentários de leitores

2 comentários

Penhora de bem de família

Jorge Marcelo Duarte Correa (Advogado Assalariado - Civil)

Esta aberração jurídica vem desde o tempo do Collor. Permite que is contumazes executados fiquem livre de honrar suas obrigações muitas vezes assumidas sabedores da impunidade legal.

Juizes ativistas sociais

João Peixoto (Advogado Sócio de Escritório - Trabalhista)

Enquanto juízes ativistas sociais de primeira e segunda instância não entenderem seu verdadeiro papel na sociedade e no Estado, coisas como essas continuarão a acontecer. Eles precisam entender que a Lei é a Lei; que juízes e o maldito "ENTENDIMENTO DO JUIZ" não é a lei, que eles próprios não são a lei. Veja o prejuízo que causaram ao executado e ao próprio reclamante que viu uma expectativa de direito frustrada pelo simples capricho e egocentrismo de um juiz de primeiro grau. Isso tem que acabar e essas arbitrariedades precisam ser reparadas mediante responsabilização direta do SERVIDOR PÚBLICO. Coitado do reclamante, ganhou mas não levou!!!

Comentar

Comentários encerrados em 21/05/2022.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.