Consultor Jurídico

Semana da conciliação

Judiciário maranhense promove videoconferência com mais de 180 juízes

O Poder Judiciário maranhense promoveu nesta segunda-feira (9/5) reunião por videoconferência com mais de 180 juízes de comarcas do estado para discutir aspectos da Semana Estadual de Conciliação.

Juízes de comarcas do Maranhão discutem detalhes da Semana Estadual da Conciliação
Divulgação/TJ-MA

O encontro foi conduzido pelo presidente do Tribunal de Justiça (TJ-MA), desembargador Paulo Velten, pelo corregedor-geral de Justiça, desembargador Froz Sobrinho, pelo presidente do Núcleo de Solução de Conflitos (Nupemec/TJMA), desembargador José Gonçalo Filho, e pelo coordenador do Nupemec, juiz Marcelo Oka.

Ao abrir a reunião, o presidente do TJ ressaltou a importância da semana e conclamou juízes e juízas a selecionar o maior número possível de processos passíveis de conciliação.

"Somos uma instituição republicana. Portanto, a Justiça que tarda, falha. Espero contar com o apoio de todos e todas para construirmos uma Justiça de Proximidade, durante a nossa gestão, e fazermos um grande evento, em junho, em benefício da população", disse Velten.

Já o desembargador Froz Sobrinho destacou a necessidade de cumprimento das metas relativas à conciliação, propostas pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). "Apesar de ser algo extremamente desafiador, com uma meta bem ousada, nós vamos conseguir. Afinal, planejamento estratégico é pra ser realizado em conjunto", disse o corregedor-geral.

Coordenador do planejamento estratégico do TJ-MA, o juiz Francisco Soares Reis Júnior falou sobre as métricas a serem atingidas pelo Judiciário estadual e garantiu apoio a magistrados em relação à tarefa. "É um grande desafio, mas é viável. Juntos, conseguiremos. Estamos à disposição para oferecer todo o apoio necessário", disse.

Em seguida, o juiz Márcio Brandão, auxiliar da presidência do TJ, apresentou dados referentes à produtividade do Judiciário maranhense em 2022, citando estatísticas relativas a decisões, despachos e audiências.

Conforme os dados processuais emitidos até o dia 28 de fevereiro de 2022, o Judiciário estadual proferiu 180.446 decisões, 107.297 despachos e realizou 7.159 audiências e 4.665 audiências conciliatórias.

Os juízes e as juízas, por sua vez, garantiram apoio e engajamento durante a semana de conciliação, com o intuito de cumprir as metas exigidas pelo CNJ e, sobretudo, aperfeiçoar a prestação jurisdicional.

Organizada pelo Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec) do TJ-MA, a Semana Estadual de Conciliação acontecerá no período de 20 a 24 de junho.

De acordo com o tribunal, o objetivo do projeto é solucionar processos judiciais de forma rápida e efetiva, incentivando a pacificação social.

"Precisamos dar uma resposta mais rápida às pessoas que batem às portas do Poder Judiciário, além de atingirmos as metas a que nos propomos e que de nós são exigidas", disse o presidente do Nupemec, José Gonçalo Filho. Com informações da assessoria do TJ-MA.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 11 de maio de 2022, 11h24

Comentários de leitores

1 comentário

Que beleza !

Rejane G. Amarante (Advogado Autônomo - Criminal)

Dá gosto de ver.

Responder

Ver todos comentáriosComentar