Consultor Jurídico

Informações sensíveis

Psol pede que MPF investigue Bia Kicis e Queiroga por vazamento

Por 

A bancada do Psol na Câmara dos deputados protocolou na terça-feira (12/1) uma representação no Ministério Público Federal contra a deputada Bia Kicis (PSL-DF) e o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Deputados pedem que o MPF investigue a bolsonarista Bia Kicis pelo vazamento de dados de médicos favoráveis a vacinação infantil em grupos de militantes radicais
Will Shutter/Câmara dos Deputados

Os parlamentares pedem que o MPF investigue o envolvimento do ministro e da deputada no vazamento de dados de médicos pró-vacina que participaram de audiência pública no último dia 4 de janeiro para debater a vacinação de crianças contra Covid-19.

Foram vazados dados sensíveis como CPF, telefone e e-mail de três especialistas que participaram do evento para grupos bolsonaristas a partir de documentos do Ministério da Saúde.

Conforme a representação "há em curso um amplo e sistemático modelo de disseminação de fake news, vazamentos e ameaças, promovido pelo próprio Governo Bolsonaro, que impulsiona seus apoiadores à violência, trazendo graves consequências para a democracia, para a ciência e para a saúde da população brasileira".

Foram vazados dados de de Isabella Ballalai, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBI), Renato Kfouri, diretor da SBI, e Marco Aurélio Sáfadi, da Sociedade Brasileira de Pediatria.

Clique aqui para ler a representação




Topo da página

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 12 de janeiro de 2022, 16h25

Comentários de leitores

0 comentários

Ver todos comentáriosComentar