Consultor Jurídico

Vida de bacana

Ex-senador Luiz Estevão é condenado por receber regalias em presídio

O ex-senador Luiz Estevão e quatro agentes públicos foram condenados na Vara Criminal e Tribunal do Júri de São Sebastião por causa das regalias recebidas pelo político no presídio da Papuda, no Distrito Federal. Segundo o portal Metrópoles, as vantagens obtidas por Estevão foram: uma cafeteira, 50 cápsulas de café, um tablete de chocolate, um pacote de macarrão e fatias de salmão.

Ex-senador foi condenado a nove anos de prisão por obter regalias na cadeia

Estevão e dois policiais penais foram condenados por corrupção. Os dois servidores perderam o cargo público. Os outros dois agentes envolvidos — ex-diretores do Centro de Detenção Provisória (CPD) — foram condenados por prevaricação.

Um dos policiais foi condenado por receber posse de uma área do Grupo OK em Valparaíso e por intermediar a contratação da irmã pelo portal Metrópoles, empresa que pertence aos filhos de Luiz Estevão..

O outro foi condenado porque pediu ajuda para divulgação da área na qual atuava na iniciativa privada — criação de pássaros para comercialização — e foi tema de duas reportagens no mesmo portal com referência ao seu nome e publicação de foto do local do criadouro.

Os dois ex-diretores do CDP também foram condenados, ambos por prevaricação, basicamente porque deixaram de formalizar procedimento para apuração de responsabilidade dos colegas corrompidos, entre outras condutas omissivas.

Luiz Estevão foi condenado a nove anos de reclusão em regime fechado e pagamento de multa. Um dos policiais penais foi condenado a quatro anos de prisão em regime inicial semiaberto e multa e o outro, a dois anos e seis meses de reclusão em regime aberto. O processo está em segredo de Justiça. *Com informações da assessoria de comunicação do TJ-DF.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 12 de janeiro de 2022, 21h29

Comentários de leitores

0 comentários

Ver todos comentáriosComentar