Consultor Jurídico

Comentários de leitores

4 comentários

Racismo as avessas

Osvaldo A Camargo (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Homens são condenados em todos os lugares e a todo tempo quando se sujeitam a pratica de crimes. O Homem que mata um negro não é necessariamente um racista, mas sim um assassino como é o negro que mata um branco ou o branco que mata outro branco ou por fim, o negro que mata outro negro. Quem luta contra qualquer tipo de preconceito não pode sair rotulando outras pessoas por conta de sua cor, raça ou credo. Assim, não se pode dizer que a condenação de homens brancos seja um recado a "milicianos", posto que nem todo "miliciano" é branco e nem todo branco é "miliciano". Cuide de suas palavras.

"Punitivismo"

Professor Edson (Professor)

"Gregory McMichael, 66 anos, e Travis McMichael, 35, pai e filho, foram sentenciados à prisão perpétua sem direito a liberdade condicional. O vizinho William Bryan, 52, que teve uma participação menor no crime, foi sentenciado à prisão perpétua, com direito a pedir liberdade condicional após 30 anos de prisão" Será que lá existem especialistas parciais como temos por aqui para criticar essa sentença??? Aqui condenar a prisão já seria punitivismo, aliás, vários textos e artigos aqui na conjur estariam alegando que as condenações foram frutos da pressão popular.

Ler, reler e perguntar...

Paulo Santos - Advogado (Advogado Autônomo - Civil)

Sugiro ao "professor" que leia, releia e pergunte, acerca do que ocorreu, os motivos pelos quais ocorreu e, sobretudo, a diferença entre punitivismo, realidade e porque não, sobre racismo estrutural.

Brasil

paulo alberto (Administrador)

Miliciano não e o concorrente do crime organizado no rio de janeiro

Comentar

Comentários encerrados em 17/01/2022.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.