Revolução digital

Circulação de mídia impressa cai por mais um ano, e digital cresce, diz pesquisa

Autor

1 de fevereiro de 2022, 15h29

Em 2021, o número de assinaturas pagas das versões digitais de dez jornais brasileiros subiu 5,8%. Por outro lado, as mesmas publicações encolheram 12,8% em comparação com 2020 nas suas vendas em papel, apontam dados do Instituto Verificador de Comunicação para o Poder360.

Reprodução
Pela primeira vez número de assinaturas digitais ultrapassa 1 milhão 
Reprodução

Os números são referentes aos seguintes veículos: Folha de S.Paulo, O Globo, O Estado de S. Paulo, Super Notícia (MG), Zero Hora (RS), Valor Econômico, Correio Braziliense (DF), Estado de MinasA Tarde (BA) e O Povo (CE).

Entre 2016 e 2021, a tiragem somada dos dez veículos caiu a menos da metade (redução de 57%), de 883 mil para 382 mil. Nenhum dos jornais teve média diária de tiragem superior a 80 mil cópias, conforme o levantamento.

Já as versões digitais apresentaram crescimento consistente nos últimos cinco anos. De 607 mil assinaturas pagas em 2016 o número passou para mais de 1 milhão em 2021. O Globo encabeça a lista, com 305.959 assinaturas pagas. Também foi a publicação que mais avançou (16,1%). Em 2º lugar vem a Folha (299.899), que nos últimos 5 anos (de 2016 a 2020) havia ocupado a posição de liderança.

Audiência
Conjur teve a segunda maior audiência no ranking dos veículos nativos digitais dedicados exclusivamente à cobertura de poder, política, economia, negócios e assuntos jurídicos, de acordo com os dados da Comscore, plataforma que mede a audiência na Internet brasileira.

Segundo os dados divulgados pelo jornal Poder360, em janeiro de 2021 a ConJur teve 4,2 milhões de visitantes únicos, sendo a líder de audiência nos veículos com cobertura concentrada naquele mês. Em junho, foram 3,3 milhões de visitantes únicos, e, em dezembro, 2,6 milhões.

O site mais visitado durante a maior parte do ano de 2021 foi o próprio Poder360; e em terceiro lugar no ranking aparece o Congresso em Foco, seguido do Brasil 247 e Migalhas.

A Comscore também avaliou a mídia tradicional, veículos com muito anos de existência, que passaram a publicar não só versões impressas, mas também na internet. Diferente da ConJur, esses veículos fazem uma cobertura jornalística generalista, cobrindo desde política até arte e esporte.

Dentro desse recorte, o primeiro colocado em audiência é o jornal O Globo, que chegou a ter 29 milhões de visitantes únicos em dezembro de 2021. Em segundo lugar aparece a Folha de S.Paulo com 20,4 milhões de visitantes no mesmo mês. Em seguida estão os jornais Valor Econômico e Correio Brasiliense.

Vale ressaltar que a mídia tradicional tem "paywall", ou seja, cobra pelo acesso ao seu noticiário. A prática reduz o escopo do universo de visitantes, embora alguns permitam acesso livre a um número limitado de textos.

Tags:

Encontrou um erro? Avise nossa equipe!