Consultor Jurídico

Responsabilidade objetiva

Empresa terá de indenizar motorista por acidente causado por outro empregado

A 7ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho reconheceu a responsabilidade civil de uma empresa e a condenou ao pagamento de indenização por danos morais e materiais a um motorista que sofreu acidente de trabalho provocado por outro empregado durante o expediente. Para o órgão, o empregador é responsável pelos atos lesivos praticados por seus empregados.

ReproduçãoEmpresa indenizará motorista por acidente provocado por outro empregado no expediente

Na reclamação trabalhista, o motorista disse que estava carregando o caminhão com caixas de lustres e luminárias quando outro empregado deixou a empilhadeira estacionada indevidamente ao lado do caminhão.

Ele tropeçou, caiu sobre o equipamento e lesionou o ombro e o braço direitos. Em razão do ocorrido, ficou incapacitado para sua função.

O juízo da 5ª Vara do Trabalho de São Paulo deferiu o pedido e condenou a empresa ao pagamento de indenização de R$ 15 mil por danos materiais, fixando valor idêntico para os danos morais e estéticos. Contudo, o Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região entendeu que não ficara demonstrada a contribuição da empresa para o acontecimento, o que afastaria o dever de indenizar.

O relator do recurso de revista do empregado, ministro Cláudio Brandão, explicou que, segundo os artigos 932, inciso III, e 933 do Código Civil, "o empregador é responsável pelos atos lesivos praticados por seus empregados no exercício da função ou em razão dela, ainda que não tenha concorrido com culpa para a ocorrência do evento danoso".

Segundo ele, é certo que o acidente ocorreu nas dependências da empresa e no desenvolvimento regular da atividade dos empregados envolvidos. A decisão foi unânime. Com informações da assessoria do TST.

RR 1001227-95.2016.5.02.0606




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 12 de setembro de 2021, 12h22

Comentários de leitores

1 comentário

Tem algo errado

ielrednav (Outros)

Funcionário deixou a empilhadeira ele o motorista tropeçou como assim não prestou atenção
Por onde anda negligência
imprudência nao viu uma empilhadeira tenha dó um objeto que é do tamanho de um carro para mim tem boi na linha na história pessoa alguma em sanidade estável sai tropeçando atoa foi imprudente o motorista .

Comentários encerrados em 20/09/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.