Consultor Jurídico

A fila andou

André Mendonça será sabatinado no Senado na próxima terça-feira (30/11)

Retornar ao texto

Comentários de leitores

4 comentários

Requisitos mínimos para indicação à corte constitucional

Rafael Calegari (Serventuário)

Precisamos encontrar maneiras de viabilizar a anulação de indicações de pessoas que não tenham notório saber jurídico e reputação ilibada ao Supremo Tribunal Federal. Muitos dizem abertamente, desesperançosos, que não importa o fato de a Constituição Federal estabelecer estes dois requisitos para o aspirante a ministro do mencionado tribunal, esquecendo-se, porém, da máxima de que a lei não tem palavras inúteis. Apenas um jurista de conduta irrepreensível tem o direito de se sentar numa daquelas onze cadeiras. Já não chega Kássio Lagosta (que nem jurista é) e outros ministros mais antigos sem a exigida qualificação?? Teremos, ainda, que aceitar André Mendonça numa daquelas cadeiras!? Isso será uma vergonha e uma injustiça de enorme impacto nas nossas vidas. Sem prejuízo de buscas por mecanismos de invalidação, devemos pressionar os senadores para que rejeitem massivamente a vulgar indicação.

Matéria contraditória

AC-RJ (Advogado Autônomo)

Os dois últimos parágrafos da matéria são contraditórios.

O penúltimo parágrafo erradamente atribui o injustificado atraso na sabatina do Sr. André Mendonça, candidato a ministro do STF, ao presidente Bolsonaro. É gritantemente óbvio que o Presidente da República não possui poder algum para interferir em assuntos internos do Senado.

Por outro lado, ainda bem que o último parágrafo corretamente atribui a culpa pelo enorme atraso exclusivamente ao senador Davi Alcolumbre, presidente da Comissão de Constituição e Justiça do Senado, "já que cabe a ele pautar as sabatinas".

Fascismo

Armando do Prado (Professor)

Lamentável o risco de um fascista terrivelmente fascista no STF...

observação

Afonso de Souza (Outros)

Lamentável você usar o termo fascismo de modo tão leviano, soldadinho.

Comentar

Comentários encerrados em 2/12/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.