Consultor Jurídico

Comentários de leitores

9 comentários

Sem recurso e sem trânsito em julgado

Rodrigo Soares - PMRA (Advogado Associado a Escritório - Civil)

[17:00, 23/11/2021] Rodrigo Soares: Gostei dos seguintes trechos da matéria:
"Não foi informado se haverá eliminação de candidatos, como em outros realities. Nem se haverá possibilidade de recorrer das decisões."
E
"No entanto, não foi divulgado qual será o prêmio do vencedor. Também não se sabe se ele terá que esperar a decisão transitar em julgado para receber a recompensa. "
Até porque, se esperar o resultado do recurso e o trânsito em julgado da decisão final, o programa vai demorar uns 10 anos pra acabar...

Estarrecido!!!

Edson Ribeiro, Advogado Criminal (Advogado Sócio de Escritório - Criminal)

Acho que chegou a hora de parar de advogar!!! 1. STF deixou de ser o garante da Constituição e se tornou seu algoz e se intitula, agora, como Poder Moderador, autorizando-se a criar normas como se Legislativo fosse; 2. O punitivismo graça em grande parte do Judiciário como solução para todos os males da sociedade, perseguindo os poucos magistrados que insistem em cumprir as leis, os Tratados e a Constituição Federal; 3. Alguns membros do Ministério Público, por sua fez, afastam-se da fiscalização das leis e compactuam com o Judiciário na máxima de que os fins justificam os meios, pouco se importando de que os meios sejam justamente os direitos e garantias individuais dos cidadãos; 3. A boa doutrina deixou de ser fonte de direito, relegada a um quase nada, enquanto uma jurisprudência capenga arvora-se em seu lugar, com o beneplácito de muitos; 4. A advocacia, por sua vez, sem força para obstar esse novo estado de coisas, sem perceber, legitima tudo isso com sua atuação formal; 5. O jurisdicionado, por sua vez, tem, no processo de distribuição aleatório das ações, sua sorte lançada. Finalizando, temos, agora, além da espetacularização das operações policiais, a espetacularização vulgar do direito. O direito acabou... melhor procurar outra coisa para ocupar nossas vidas!

Melancia na cabeça

ANTONIO RAYOL (Delegado de Polícia Federal)

A vontade de "aparecer" parece não ter limites, é como eu sempre digo: ninguém supera o brasileiro na arte da "presepada"!

Mansão em Búzios ...

Arlete Pacheco (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Total falta de responsabilidade social. Por que não organizam eventos em locais mais modestos, acessíveis às populações carentes e promovem, gratuitamente, um ciclo de palestras para que o povo tenha conhecimento BÁSICO DE SEUS DIREITOS???

Circo

Radgiv Consultoria Previdenciária (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Tenho certeza que a OAB local e o Conselho Federal vai proibir o evento. Não se pode escancarar uma das profissões mais importantes do país a esse tipo de situação. O Estatuto da Advocacia proíbe esse tipo de evento. Lamentável a iniciativa do colega. Tenha a iniciativa de proporcionar uma semana pro bono de auxílio a população desprovida de conhecimento de seus direitos básicos e não essa palhaçada.

Panela só é boa para que tá dentro

Jonathan Benedito (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Ficar de fora deve ser horrível mesmo

Presença

O ESCUDEIRO JURÍDICO (Cartorário)

A Doutora Deolane Bezerra estará presente?

bem lembrado

Rodrigo Soares - PMRA (Advogado Associado a Escritório - Civil)

KKKKK
E ainda falta um montão de jurisinfluencer...

Essa é boa!

Kenia Serena (Estudante de Direito - Empresarial)

Que seja proveitoso! Fiquei curiosa. Vou seguir para ver no que dá!

Comentar

Comentários encerrados em 29/11/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.