Consultor Jurídico

Mistério no set de "Rust"

"Alguém trocou balas de festim por balas de verdade na arma usada por Baldwin"

Por 

Novas revelações sobre morte "acidental" da diretora de fotografia Halyna Hutchins, vítima de um tiro disparado pelo ator e produtor Alec Baldwin, durante as filmagens do faroeste "Rust" em Santa Fé, Novo México (EUA), indicam que a tragédia pode ter sido intencional, afinal de contas.

Uma declaração da encarregada das armas no set de filmagem, Hannah Gutierrez Reed, divulgada nessa quinta-feira (4/11) pelo advogado Jason Bowles, diz que alguém deve ter substituído as balas de festim por balas verdadeiras, antes de o revólver ser entregue a Alec Baldwin.

O revólver seria usado no ensaio de uma cena em que ele deveria apontar a arma para a câmera, atrás da qual estava a diretora de fotografia, segundo o Sentinel Colorado, o USNews, o KomoNews, a CBC e outras publicações.

"Quem colocou as balas de verdade no revólver e por que motivo são as questões centrais", diz a declaração. Hannah inspecionou os revólveres no final da manhã, para se certificar de que continham balas de festim apenas. As balas falsas contêm um pequeno furo na lateral, que as diferenciam das balas verdadeiras.

Antes de sair para o lanche e cumprir outra obrigação, ela teria trancado as armas em uma caixa e instruiu seu pessoal para vigiar o carrinho em que as armas eram guardadas. Ela disse a detetives que, após o almoço, a encarregada de objeto cênicos Sarah Zachry retirou as armas da caixa trancada e as entregou a ela.

Hannah colocou três armas no carrinho ao lado da igreja, no cenário, e o assistente do diretor Dave Halls pegou uma e a entregou a Alec Baldwin. Halls declarou a detetives que não inspecionou a arma apropriadamente.

"Ninguém poderia prever ou supor que alguém iria trazer balas de verdade para o set de filmagem", afirmou Hannah em sua declaração.

Durante o tempo de lanche, as munições não foram colocadas e trancadas na caixa, que ficava dentro de uma camionete. Na declaração, ela também criticou os produtores do filme por não garantirem condições seguras de trabalho.

Quem substituiu as balas de festim por balas de verdade ainda não se sabe. Há especulações na boca do povo. Uma delas é a de que Baldwin provocou a ira de muita gente, com as imitações que fez do ex-presidente Donald Trump no programa "Saturday Night Live". Era uma sátira que beirava a ridicularização.

Mas, enfim, tudo ainda é um mistério. É possível que a produção tenha de trazer para o set de "Rust" o detetive Hercule Poirot, herói frequente nos filmes baseados nos livros de Agatha Christie, para descobrir o culpado.

Marido da vítima processa
O marido da Halyna Hutchins, Matthew Hutchins, contratou um escritório de advocacia para mover uma ação civil contra a produção de "Rust". O escritório, sediado em Los Angeles, é o Panish Shea Boyle Ravipudi, que se especializa em ações indenizatórias por morte que gera responsabilidade civil (wrongful death).




Topo da página

 é correspondente da revista Consultor Jurídico nos Estados Unidos.

Revista Consultor Jurídico, 5 de novembro de 2021, 9h21

Comentários de leitores

3 comentários

Falta de Bom Senso.....

Paulo Roberto Polidoro (Outros)

Eu, fosse Alec Baldwin, ou qualquer outro ator, seria o primeiro interessado em saber que a arma que puxarei o gatilho realmente só tem munição de festim.
Na cadeia de responsáveis pela cena, o responsável pelo disparo deveria ser o último a verificar esta condição. Nunca aconteceriam acidentes deste tipo.
Pelo texto da matéria, fica claro que alguém quis sabotar a produção do filme. Haviam muitos envolvidos que estavam desgostosos com a produção. É óbvio que alguém trocou balas de festim por munição real.
Isto é um trabalho para o detetive Columbo ou o Bosch.

Desarmamento mat@!

Anderson Freitas 10 (Outros)

Mesmo antes de concluídas as investigações que podem provar se houve sabotagem, já podemos garantir que houve quebra de Regras de Segurança BASICAS:
1Somente aponte sua arma, carregada ou não, para onde pretenda atirar;
2Dedo fora do gatilho se não for atirar;
3A arma nunca deverá ser apontada em direção que não ofereça segurança;
4Trate a arma de fogo como se ela sempre estivesse carregada;
As intensas campanhas de desarmamento impedem a discussão madura sobre o assunto e que as pessoas tomem conhecimento de quesitos básicos que evitam acidentes como o do caso em tela.

Os atores têm que ficar mais espertos

Rejane G. Amarante (Advogado Autônomo - Criminal)

Além de inspecionarem eles mesmos as balas antes de atirar, se eu fosse o Alec Baldwin, também processaria a empresa.

Comentários encerrados em 13/11/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.