Consultor Jurídico

Segue o Jogo

Juíza arquiva inquérito que apurava acidente envolvendo o jogador Ralf

Por 

A juíza Cristina Elena Varela Werlang, da 1ª Vara Criminal do Foro Regional do Tatuapé, decidiu arquivar o inquérito instaurado para apurar acidente de trânsito que envolveu o jogador Ralf — ex-atleta do Corinthians, em 2019, na capital paulista. Na ocasião, um idoso foi atropelado, em um ponto de ônibus.

Decisão foi provocada após manifestação do Ministério Público e da defesa do atletaDivulgação / Corinthians

A decisão foi provocada após manifestação do Ministério Público e da defesa do atleta. O MP concluiu que não havia conduta criminosa que motivasse a denúncia, já que o atleta não conduzia o veículo no momento do acidente.

As alegações do MP são ancoradas nos depoimentos do jogador, de seu funcionário que conduzia o veículo, dos policiais que atenderam a ocorrência, das pessoas envolvidas no acidente e em imagens de câmeras de segurança.

O advogado do jogador, Daniel Bialski, desde o princípio afirmou que o jogador não estava na condução do veículo. "Todas as provas colhidas testemunhais, periciais e até os vídeos apresentados mostraram que Ralf  não estava conduzindo o veículo e, mais, que não há conduta ilícita alguma a se apurar, ainda mais que a vítima de lesões foi socorrida e houve o ressarcimento pleno pelos danos causados no acidente", comentou.

O condutor do veículo sustenta que perdeu o controle após perceber que estava sendo seguido e que provavelmente seria assaltado por dois homens que estavam em uma motocicleta. Ele afirma que chegou a ver que um deles segurava uma arma.

Clique aqui para ler a decisão
Clique aqui para ler a manifestação do MP
1501103-80.2019.8.26.0008




Topo da página

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 4 de novembro de 2021, 15h38

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 12/11/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.