Consultor Jurídico

Na 2ª Turma

Ministros do Supremo fazem desagravo a ex-AGU José Levi, demitido por Bolsonaro

Durante a sessão desta terça-feira (30/3), os ministros da 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal fizeram um desagravo ao ex-advogado-Geral da União José Levi Mello do Amaral Júnior, demitido da defesa do governo um dia antes.

Ex-advogado-Geral da União José Levi
Nelson Jr./STF

"Faço votos que este eminente jurista tenha prosseguimento em sua brilhante carreira", destacou o ministro Ricardo Lewandowski, que pediu a palavra para comentar a demissão de Levi, um "excelente profissional".

"As palavras de Vossa Excelência são as palavras de todos nós. Todos que o conhecemos sabemos avaliar a profundidade e a importância do trabalho realizado pelo doutor Levi", acompanhou Gilmar, que ainda disse que Levi é um "eminente professor, qualificado e reconhecido no âmbito nacional e internacional". Edson Fachin e Cármen Lúcia acompanharam o desagravo.

Recentemente, Levi se recusou a assinar uma ação do presidente Jair Bolsonaro no Supremo contra o toque de recolher determinado por governadores. A peça foi assinada apenas pelo presidente, mas rejeitada pelo decano Marco Aurélio Mello, que classificou a falta da assinatura da AGU um "erro grosseiro".




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 30 de março de 2021, 17h39

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 07/04/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.