Consultor Jurídico

Mercado Jurídico

Por Sérgio Rodas

Auxílio a empresas

IBPTax é fundada para oferecer serviços de compliance tributário

O Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT) e a Systax, empresa de inteligência fiscal, uniram-se para criar a joint venture IBPTax, que oferecerá serviços voltados ao compliance tributário.

O objetivo é proporcionar a identificação de inconsistências entre as tributações das compras e das vendas, segurança no acesso às informações e outras ações fundamentais relacionadas à gestão de documentos fiscais eletrônicos.

O IBPTax irá reunir oferecer a empresários, diretores de empresas e profissionais da área fiscal e tributária diversas soluções eficientes para mitigar riscos com possíveis problemas tributários. 

A joint venture conta com advogados, contadores, auditores e profissionais da tecnologia da informação.

“Serão oferecidas uma série de orientações e informações no site e blog, assim como a realização de estudos, com informações cruciais para empresas e escritórios contábeis. Todo o conjunto de soluções desenvolvidas foi amplamente estudado para desenvolver as melhores opções para as empresas que queiram ter um melhor compliance da parte fiscal e tributária”, ressalta o presidente do Conselho Superior e head de estudos do IBPT, Gilberto Luiz do Amaral.

Através da solução ofertada em conjunto, as empresas poderão ter acesso a todos os documentos fiscais eletrônicos, além de ajudar na identificação de possíveis fraudes e erros. O sistema também facilita a análise dos XMLs (arquivos usados para codificar documentos), permitindo pesquisas, controles e extração de informações diversas.

De acordo com Jerson Prochnow, CEO da Systax, a gestão de documentos eletrônicos deve ser priorizada pelas empresas, uma vez que a perda de uma única nota fiscal, por exemplo, pode resultar em grandes problemas com o Fisco.

"O IBPTax conta com um acervo de mais de 21,5 milhões de regras fiscais que são atualizadas diariamente, fundamentais para que as empresas minimizem os riscos de autuações por parte do Fisco. A tecnologia ofertada viabiliza a potencialização do compliance, simplificando o acesso e visualização dos dados do XML e os processos de controle internos", aponta.

Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 26 de março de 2021, 20h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 03/04/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.