Consultor Jurídico

de vítima a ré

MP-SP pede abertura de processos contra ex-mulher do jogador Dudu

O Ministério Público de São Paulo solicitou a abertura de processos contra a ex-mulher do atleta Dudu, que jogava pelo Palmeiras. Ela pode responder pelos crimes de lesão corporal, ameaça, injúria, coação de testemunha, perturbação de tranquilidade e dano.

Dudu, ex-atleta do Palmeiras Wikimedia Commons

O promotor Allyson Fernando Venega Coradini, substituto da Vara Central de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher do Estado de São Paulo, também pede a abertura de processo contra duas amigas da mulher por falso testemunho. As informações são do portal G1.

A ex-mulher havia acusado Eduardo Pereira Rodrigues — que hoje atua no Catar — de agressões. Uma delas teria ocorrido no ano passado, na porta do prédio em que ela morava. A 9ª Delegacia de Defesa da Mulher não constatou elementos para o indiciamento do atleta. Mas, por meio de análise de imagens de câmera de segurança, concluiu que a própria mulher teria agredido o jogador. Dudu também foi inocentado em outra denúncia, na qual a ex-esposa alegava ter sido agredida durante o Carnaval de 2020.

A ex-mulher pode responder por lesão corporal, ameaça e injúria devido ao primeiro caso. Já o segundo episódio pode render investigações por injúria e dano ao patrimônio, já que ela teria atingido o carro de Dudu com chutes na ocasião.

Além disso, o MP também encaminhou ocorrência por um incidente no qual a ex-esposa teria ameaçado a então namorada do atleta em um supermercado. Um quarto procedimento pode ser aberto, relativo à suposta perseguição e ameaça a outra então namorada de Dudu.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 12 de março de 2021, 20h54

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 20/03/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.