Consultor Jurídico

Estouro da boiada

Após ameaças, Fux manda reforçar segurança de Fachin

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Luiz Fux, determinou o reforço da segurança do ministro Edson Fachin e de seus familiares na última segunda-feira (8/3).

A medida foi tomada por precaução, diante de possíveis questionamentos à recente decisão de Fachin de anular as condenações do ex-presidente Lula na 13ª Vara Federal de Curitiba e enviar os processos à Justiça Federal do Distrito Federal.

Nelson Jr./STFFachin recebeu ameaças e terá segurança reforçada por decisão da presidência do STF

Sobre informações de que o ministro tem sido alvo de protestos, a Suprema Corte ressalta que é inaceitável qualquer ato de violência por contrariedade a decisões judiciais.

A Constituição e as leis asseguram a independência de todos os magistrados. E, no Estado democrático de Direito, o questionamento às decisões devem se dar nas vias recursais próprias. Com informações da assessoria do STF.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 12 de março de 2021, 17h45

Comentários de leitores

2 comentários

Estado de Direito x bolsominion

Artur lei é p todos (Advogado Autônomo - Administrativa)

O comentário do presidente do STF, de que ...."no Estado democrático de Direito, o questionamento às decisões devem se dar nas vias recursais próprias", é só "perfumaria", pois com os seguidores do presidente, não existe esse conceito nos seus dicionários.
Eles fazem até manifestação pela "intervenção militar", que é a antítese da democracia.

Boiada

joaovitormatiola (Serventuário)

A boiada seriam os entusiastas do Lula ou do Bolsonaro?

Comentários encerrados em 20/03/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.