Consultor Jurídico

Comentários de leitores

11 comentários

Ao Lourenço Augusto Mello Dias (Advogado Assalariado - Civil

Afonso de Souza (Outros)

Ofereça esse doce aos outros 8 juízes que confirmaram a condenação proferida por Moro, rapaz.

Estranho (ou não?)

Afonso de Souza (Outros)

Muita gente apoiava a Lava Jato até o dia em que ela alcançou Lula e outros políticos graúdos. Desse dia em diante, esses apoiadores viraram críticos e inimigos da Lava Jato e ainda dizem que a operação era seletiva.

Vergonha!!!

Lourenço Augusto Mello Dias (Advogado Assalariado - Civil)

Uma afronta esses agentes do Estado querendo fazer política, querendo influenciar eleições...

Que isso??

Deviam ser todos afastados e punidos.

Relembrando, ante a imbecilidade e mentiras permanentes, os documentos obtidos no âmbito da operação Spoofing foram devidamente periciados pela Polícia Federal, convalidada pelo Ministro Lewandowski.

Além disso, por favor, é princípio legal já consabido, documento ilegal não pode ser usado para condenar, mas se presta a absolvição de réu.

Discordo

Afonso de Souza (Outros)

Vergonha é soltar o bandido e querer prender o xerife. Só falta agora pedirem que devolvam ao (s) bandido(s) o dinheiro roubado por ele (s).

Comentário

Afonso de Souza (Outros)

SE isso aí for mesmo verdade, e temos que lembrar que se tratam de supostos diálogos roubados e não periciados, tratar-se-ia de mobilizar a opinião pública para enfrentar o sistema corrupto, uma estratégia adotada na Mani Pulite italiana.

Mas tem gente, falsos garantistas, que prefere defender o sistema, e um político (corrupto e lavador de dinheiro) em especial.

Sr. Afonso

Lourenço Augusto Mello Dias (Advogado Assalariado - Civil)

Por favor, nos aponte em que parte da sentença do sr. moro existe alguma prova mínima que seja contra o ex-presidente.

Está lançado o desafio, se o sr. nos apontar onde existe alguma prova contra o sr. Lula, como já disse, o sr. ganha um doce...

Sr. Lourenço Augusto Mello Dias

Afonso de Souza (Outros)

Ofereça esse doce aos outros 8 juízes que confirmaram a condenação proferida por Moro, rapaz.

Doutora thaméa danelon - ii

O ESCUDEIRO JURÍDICO (Cartorário)

perante autorização do Ministério da Justiça.
Não há nenhuma explicação do FBI e da Embaixada dos EUA sobre o motivo de manter agentes no Brasil. Contudo, 1 documento obtido pela Agência Pública revela que, em outubro de 2019, foi feito 1 anúncio em busca de 1 “investigador de segurança” para atuar na equipe do adido legal, dedicando 70% do seu tempo para as investigações em todas as regiões do Brasil. “Essas investigações são, frequentemente, altamente controversas, podem ter implicações sociais e políticas significativas”, diz o anúncio.
Em uma troca de mensagens com Dallagnol, a procuradora Thaméa Danelon aparece diversas vezes contando ao “amigo” sobre planos de palestras e acordos realizados com agentes do FBI ("https://www.poder360.com.br/lava-jato/procuradora-da-lava-jato-deixa-rede-social-apos-revelacao-de-elo-com-fbi/).

Doutora thaméa danelon - i

O ESCUDEIRO JURÍDICO (Cartorário)

"PODER360
01.jul.2020 (quarta-feira) - 17h08
A procuradora Thaméa Danelon, ex-coordenadora da Lava Jato em São Paulo, deletou seu perfil no Twitter depois de revelado o elo entre integrantes da força-tarefa com a agente Leslie Rodrigues Backschies, do FBI– departamento federal de investigações dos EUA.
Uma reportagem publicada nesta 4ª feira (1º.jul.2020), produzida pelo jornal The Intercept Brasil em parceria com a Agência Pública, revelou a ligação de Leslie Backschies com agentes da Polícia Federal e procuradores que integravam a equipe das investigações da Lava Jato.
Leslie Backschies tem pouco mais de 20 anos de atuação no FBI, com histórico de investigações de casos de corrupção e lavagem de dinheiro na América Latina, sobretudo no Brasil. Em 2014, foi designada para acompanhar as investigações da Lava Jato.
A agente se especializou na FCPA (Foreign Corrupt Practices Act), legislação que trata da punição das práticas de corrupção de estrangeiros, ainda que não ocorridas no território norte-americano. Foi essa lei que embasou a condenação de empresas brasileiras, como a Petrobras e a Odebecht, a pagarem multas superiores a US$ 4 bilhões para os Estados Unidos, Brasil e Suíça.
Hoje, Leslie comanda 1 escritório da agência em Miami, montado especificamente para investigar casos de corrupção ocorridos na América do Sul.
Comandada por Deltan Dallagnol, a força-tarefa da Lava Jato envolveu 13 agentes do FBI, incluindo Leslie Backschies, no curso de suas investigações. Segundo a reportagem, as informações do inquérito foram abertamente compartilhadas com o departamento norte-americano.
A legislação brasileira só permite a participação de agentes norte-americanos em diligência ou investigações ocorridas em solo brasileiro...(continua)

Cabeça de ditadorzinho sul americano

olhovivo (Outros)

A cabeça do Delta não difere em nada da cabecinha de ditadorzinhos pelo mundo afora: dominar a imprensa e o Judiciário (inclusive a Corte Suprema), eleger para o legislativo somente candidatos afinados com ele... enfim, submeter todos a seus desígnios, sempre com uma bandeira simpática ao povo, que é o "combate à corrupção". E processar os inimigos (tal qual fizeram com o delegado federal Fanton). Vade retro!!!

Comentário 2

Afonso de Souza (Outros)

"dominar a imprensa e o Judiciário (inclusive a Corte Suprema), eleger para o legislativo somente candidatos afinados com ele."

Isso aí está mais para a descrição do corrupto populista recentemente liberado numa canetada monocrática. Aliás, o partido dele pretendia, ainda pretende, a hegemonia (o que, por definição, é antidemocrático).

Comentar

Comentários encerrados em 18/03/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.