Consultor Jurídico

Mercado Jurídico

Por Sérgio Rodas

Defesa de mulheres

Advogadas inauguram escritório Araujo Recchia Santos em São Paulo

Na semana da mulher, as advogadas Gabriela Araujo, Maíra Recchia e Priscila Pamela Santos inauguram o escritório Araujo Recchia Santos Sociedade de Advogadas, especializado em Direito Público, especialmente nas áreas do Direito Administrativo, Constitucional, Eleitoral e Penal.

A banca ficará sediada em Alto de Pinheiros, na zona oeste de São Paulo, e contará com filiais em Itapira (SP) e Brasília.

Atento às questões de gênero, diversidade e inclusão, o escritório traz como inovação o projeto She Law, que seleciona casos de mulheres vulneráveis economicamente e em situação de violência para atuação pro bono.

A advogada e professora Gabriela Araujo é uma das organizadoras da obra Vontade popular e democracia. Integra a Comissão Nacional de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil, como consultora, bem como a Asociación Americana de Juristas, organização não governamental com representação permanente perante a ONU.

É apresentadora do programa Diversas, o Direito por elas, na Escola Superior da Advocacia, e coordenadora do Núcleo da Memória da Comissão de Direitos Humanos da seccional paulista da OAB. Também é integrante da Comissão de Direito Eleitoral e coordenadora adjunta do Observatório de Candidaturas Femininas da OAB-SP e diretora do Sindicato dos Advogados do Estado de São Paulo.

Há seis anos, foi uma das fundadoras do Grupo Prerrogativas, que coordena ao lado dos advogados Marco Aurélio de Carvalho e Fabiano Silva dos Santos. A entidade advoga pautas progressistas, como a defesa da democracia, das liberdades e das garantias constitucionais.

Gabriela Araujo tem 19 anos de advocacia na área do Direito Público, tendo atuado em grandes bancas antes de fundar sua própria consultoria em Brasília e posteriormente se unir ao projeto da Araujo Recchia Santos Sociedade de Advogadas. Ela passou pelo escritório Celso Cordeiro e Marco Aurélio de Carvalho Advogados, onde atuou ao lado do ex-ministro da Justiça José Eduardo Cardozo.

Maíra Recchia é coordenadora geral do Observatório de Candidaturas Femininas da OAB-SP, secretária geral da Comissão de Direito Eleitoral da seccional, cofundadora da PraElas, integrante da Rede Feminista de Juristas, da Associação Brasileira de Mulheres em Carreiras Jurídicas e do Advogadas do Brasil.

Também foi diretora jurídica da Câmara Municipal de Jaguariúna, conselheira do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Itapira e presidenta da Comissão da Mulher Advogada da 95ª Subseção da OAB-SP (triênio 2016/2017/2018).

Maíra tem sua trajetória fortemente vinculada à defesa da igualdade de gênero e diversidade. Ela desenvolveu um projeto de acolhimento de mulheres em situação de violência pela 95ª Subseção da OAB-SP, para que vítimas fossem acolhidas e orientadas dentro das delegacias de defesa da mulher por advogadas mulheres. O projeto foi replicado em várias subseções.

A advogada produziu o acordo de cooperação firmado pela OAB-SP com o Tribunal Regional Eleitoral, a Procuradoria Regional Eleitoral e o Ministério Público de São Paulo para o acompanhamento das candidaturas femininas nas últimas eleições.

Antes de se unir à sociedade de advogadas Araujo Recchia Santos, Maíra Recchia era sócia da Sonia Recchia Sociedade de Advogadas, banca fundada há três décadas por sua mãe, Sônia de Fátima Calidone dos Santos, com unidades em Itapira e Campinas. Com a entrada de Maíra Recchia na sociedade, em 2005, a firma, que antes atuava apenas nas áreas cível e trabalhista, passou a contar com um departamento especializado em Direito Público, com destaque para o Direito Eleitoral e o Direito Administrativo, rapidamente se tornando reconhecido pela defesa de prefeitos, parlamentares, agentes públicos, partidos políticos e instituições de destaque por todo o interior de São Paulo.

Já Priscila Pamela Santos é diretora do Instituto de Defesa do Direito de Defesa, presidenta da Comissão de Política Criminal e Penitenciária da OAB-SP, conselheira da Comissão de Direitos e Prerrogativas da seccional e do Conselho Penitenciário do Estado de São Paulo, Integrante da Asociación Americana de Juristas e da Rede Feminista de Juristas e apresentadora do programa Diversas, o Direito por elas.

Há mais de quinze anos atuando como advogada criminalista, Priscila Pamela iniciou suas atividades no escritório Madi Rezende Advogados ainda como estagiária. Na banca, adquiriu experiência em causas criminais de grande repercussão (como as operações farol da colina, “lava jato”, câmbio, desligo e fratura exposta), tendo atuado em ações de responsabilidade de agentes políticos, no tribunal do júri e em casos de violência contra a mulher e de discriminação racial.

Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 8 de março de 2021, 20h41

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 16/03/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.