Consultor Jurídico

Comentários de leitores

22 comentários

Maiakovsky

Advogada Civilista (Advogado Autônomo - Civil)

Primeiro, calaram os professores do RS.
E eles não disseram nada.

Comentário

Afonso de Souza (Outros)

Tem muito professor nas ideologizadas universidades públicas Brasil afora que vive tentando (e conseguindo) calar os outros, hein!

Como disse o filósofo Luiz Felipe Pondé certa vez, há mais diversidade de opiniões numa igreja evangélica do que em certas faculdades da área de Humanas.

E não é só nas universidades:

http://g1.globo.com/bahia/flica/2013/noticia/2013/10/apos-grupo-interromper-mesa-flica-cancela-dois-debates-neste-sabado.html

Estranho...

Torres G. (Advogado Autônomo - Civil)

Isso se tornou um blog político, dá asco ver que 80% das postagens se referem ao Presidente da República. Vocês também querem o 3 turno?

Lamentável.
(2)

Referências ao presidente

Moacir Santos (Administrador)

As referências ao presidente, quase sempre, são críticas, mas ele faz por merecer, não tem a postura que se espera de um chefe do Executivo Nacional.

\"fascismo"

Flávio Marques (Advogado Autônomo)

Este (DES)governo, de tão incompetente que é não consegue chegar ao "fascismo" clássico (em que pese o seu desejo e flerte), mas, a todo momento, persegue opositores. Lamentável os doutos professores terem cedido. Deveriam manter a posição e continuarem a criticar, sim, este pseudogoverno negacionista e corrupto.

Comentário

Afonso de Souza (Outros)

Os professores sabem que estavam errados, por isso assinaram. Não era a crítica, era a forma e o veículo.

Foro adequado

Flávio Marques (Advogado Autônomo)

Afonso de Souza (Outros)
Pitaqueiro, o foro adequado aos seus achismos é uma mesa de boteco!

Ao Flávio Marques (Advogado Autônomo)

Afonso de Souza (Outros)

Um mesa de boteco já seria demais para você, "advogado".

messias

JB (Outros)

Esse que não é o verdadeiro messias se acha no direito de não fazer nada de bom para o país, tomara que em 2022 nas urnas, esse presidente com "p" minúsculo-morte desapareça das nossas vidas.

Funcionalismo Público Não É CLT

Robson Lelles, MBA (Administrador)

Apenas considere o FATO que quem se submeteu por livre e espontânea vontade ao Regime do Funcionalismo Público deve obedecer às regras do Regime, ou será denunciado e punido.

Quem quer o bônus deve submeter-se ao ônus. Simples assim.

E não se preocupe com a reeleição presidencial. Ela só não ocorrerá em caso de renúncia/falecimento do atual Presidente, que aliás goza de perfeita saúde.

Decisão acertada da CGU

WAGNER A GARCIA (Advogado Autônomo - Criminal)

Afinal é de pequena que se desentorta a banana. Já pensou se vira moda, os reitores fazendo campanha contra o presidente dentro das Universidades, se os mestres não aceitam as ordens de seus superiores pesam pra sair!

Empregado da CLT

Leni Penning (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Se fossem empregados celetistas e não servidores públicos, nada disso seria notícia. Até porque, na iniciativa privada, em uma empresa onde você trabalha, ganha teu salário, utiliza as ferramentas como canal de comunicação e, 'qualifica' o presidente da empresa com sinal negativo, não teria nem discussão: "Não está bom, pede para sair". A lista tripartite, para indicação dos reitores, existe exatamente para ser escolhido um deles. Não está satisfeito com a escolha, nem se candidata a disputa. Simples assim.

Política

Marcos Marin (Advogado Sócio de Escritório - Criminal)

Isso se tornou um blog político, dá asco ver que 80% das postagens se referem ao Presidente da República. Vocês também querem o 3 turno?

Lamentável.

Até o presente momento

Rejane G. Amarante (Advogado Autônomo - Criminal)

Eu não ia comentar essa notícia, porém, ao ler os comentários, decidi comentar.
Até o presente momento, não vi nenhuma ocasião em que o Presidente Bolsonaro fosse "susceptível" a críticas. Muito pelo contrário, tenho visto ele ouvir as críticas (ferozes) e respondê-las com vantagem (seria isso que chamam de intolerância às críticas ?).
Ainda que não existisse dispositivo expresso no Estatuto do Servidor Público, a ética obriga os mencionados professores a não tecerem comentários, a favor ou contra, no meio acadêmico, a qualquer autoridade ou colega, dirigidas à personalidade. E chamar quem quer que seja de genocida é problemático, resvala na calúnia, sim.
Que bom que os professores aceitaram espontaneamente o Termo de Ajustamento de Conduta, demonstram que a educação é o valor supremo para eles.
Apoiado, mestres !!!
" O exemplo não é a melhor forma de educar, é a única " (Albert Schweitzer)

Erro dos docentes

Proofreader (Outros)

Erraram feio os professores em firmar o TAC. Que fossem em frente. O Judiciário está aí, quero crer, para coibir as arbitrariedades desse governo.

Genocida sim

Limmals07 (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Os professores em nada erraram, o atual presidente é GENOCIDA sim, além de conviver com idéias fascistas, não nutre qualquer respeito pela nação brasileira...É um cidadão tosco e ocupa a presidência por obra e arte de uma ORCRIM, oriunda de Curitiba, que levou o nome de Lava a Jato!

Aí Você Acordou do Delírio...

Robson Lelles, MBA (Administrador)

... e descobriu que a realidade não se adapta às expectativas de quem delira, mas ocorre em contrário: as expectativas dos delirantes é que devem se ajustar à realidade dos fatos.

Definir

O ESCUDEIRO JURÍDICO (Cartorário)

Uma coisa é você xingar, atacar, caluniar, injuriar e difamar. Outra coisa, é você exercer o direito de crítica.
O Messias, que não veio do céu, mas do Exército, não aceita críticas. Tem um ego maior que a inteligência e a resiliência.
Não duvido, no futuro, uma censura contra servidores públicos.

Uma observação

Proofreader (Outros)

Vale lembrar que não "veio" do exército de boa vontade, mas porque foi 'chutado' de lá por indisciplina. Não fosse isso, ainda hoje seria um militar improdutivo, como também o é no cargo atualmente ocupado.

Um Brinde à democracia (com 'd' minúsculo)

Manoel Santana (Advogado Autônomo - Civil)

Mas o Brasil não havia se tornado a "DitaToga"? Discursos de ódio de blogueiros que lucram com pseudociência merecem liberdade de expressão absoluta, passando por cima inclusive de outros direitos fundamentais, mas críticas embasadas de pesquisadores e investigadores renomados, e que tudo fazem no combate à covid-19, são passíveis até mesmo de TAC? Amanhã os "patriotas" que prestam continência à bandeira dos EUA voltarão a defender a Lei de Segurança Nacional, aguardem.

Em um país justo e que priorizasse as vidas, Pedro Hallal seria um dos nomes aclamados publicamente, e receberia todo o suporte para estar na linha de frente de um combate à pandemia nacionalmente articulado. Seria respeitado e premiado - o que é bem diferente de ser bajulado e messianizado. Mas no Brasil de 2021, de hordas obscurantistas, Pedro Hallal é alvo de um TAC e seu conhecimento e trabalho cientifico em prol do país é punido.

Com isso, o país volta a ser um misto de 1964 político com 1920 sanitário, com pitadas de Idade Média, quando a ciência era queimada em fogueiras. E, tragicamente, com o aplauso ou com a anuência de grande parte dos juristas e profissionais do Direito adeptos da pós-verdade.

Que o país tenha força para sair desse período fúnebre, de presidente e democracia com 'p' e 'd' minúsculos e de direitos sociais com letras invisíveis.

Comentar

Comentários encerrados em 11/03/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.