Consultor Jurídico

Conduta ilibada

CNMP irá analisar se promotor do Maranhão foi desrespeitoso com colegas

O Plenário do Conselho Nacional do Ministério Público referendou, nesta terça-feira (25/5), a decisão da Corregedoria Nacional do Ministério Público de instaurar processo administrativo disciplinar contra o promotor de Justiça Haroldo Paiva de Brito.

CNMP irá analisar se promotor do Maranhão foi desrespeitoso com colegas

Ele é acusado de adotar comportamento afrontoso e desrespeitoso em relação à Corregedoria-Geral do Ministério Público do Maranhão e seus integrantes.

De acordo com o corregedor nacional do MP, Rinaldo Reis, ao proferir impropérios direcionados a promotores de Justiça integrantes da Corregedoria local em razão de descontentamento com a atuação do órgão disciplinar, Haroldo Paiva de Brito violou, em tese, os deveres legais de manter ilibada conduta pública e particular; de zelar pelo prestígio da Justiça, por suas prerrogativas, pela dignidade de suas funções e pelo respeito aos membros da instituição; e de manter tratamento com urbanidade.

Ainda segundo o corregedor nacional do MP, há indícios de prática de ato incompatível com a dignidade ou o decoro do cargo ou função e de desrespeito ao órgão da administração superior do Ministério Público. Com informações da assessoria do CNMP.

Reclamação Disciplinar 1.00212/2021-29




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 28 de maio de 2021, 9h42

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 05/06/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.