Consultor Jurídico

Não Pise na Grama

Proprietário de cavalos que danificaram 188 m² de área federal é condenado

Retornar ao texto

Comentários de leitores

5 comentários

188 m2 pisoteados por cavalos no RS

Raimundo Girelli (Advogado Autônomo - Civil)

Derrubar KM(s) e KM(s) quadrados na amazônia, exportar a madeira derrubada ilegalmente, ser apadrinhado por Ministro deve ser legal. 188 m2 é efetivamente para a justiça se ocupar disto. Não em o que fazer, Juiz e Desembargadores.

Não à impunidade

Reginaldo Cunha (Estudante de Direito)

O julgamento não se refere aos crimes dos madeireiros, acobertardos por administradores públicos. Trata-se de outro caso distinto. O juiz tem se ater a ele e fazer cumprir a lei. Com certeza o dono desses cavalos não é pobre, pois atualmente essa atividade é muito rentável. Acho que a punição, além de justa, é pedagógica. Vamos torcer para que a desembargadora inspire outros magistrados a aplicar os rigores da lei contra os criminosos que agridem o meio ambiente, principalmente aqueles que são os principais beneficiados, que habitam longe das florestas, nas suas mansões com ar-condicionado.

Absurdo

Melo Annibal (Advogado Autônomo - Civil)

E o Lula livre, leve e solto. E o coitado condenado por essa bagatela!! Como confiar na Justiça???!!!!!

Bagatela ou não, é a lei

João B. (Advogado Autônomo)

E não consta que a conduta tenha sido culposa, logo, ele deliberadamente deixou seus cavalos a pastar em área de preservação ambiental. E sobre Lula, não se pode esperar que um adevogado civil entenda as minúcias de um processo penal, mas se poderia esperar que, diante da ignorância, o silêncio fosse algo mais adequado.

kkkkk

Lucas Benetton (Advogado Assalariado - Criminal)

o ativismo chega a ser bizarro kkk

Comentar

Comentários encerrados em 31/05/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.