Consultor Jurídico

Trapaça judicial

Aceitar cargo de Bolsonaro foi início do fim de Moro e sua mediocridade ficou visível

Retornar ao texto

Comentários de leitores

30 comentários

Conjur agora defende criminoso

Ezac (Médico)

Todos os juizes estão errados. O criminoso e os macunados com ele, estão certos... Vamos devolver o dinheiro que foi confiscado....

Qual a novidade?

acsgomes (Outros)

Qual a novidade? Político corrupto atacando a Lava Jato ....

https://www.migalhas.com.br/quentes/343363/portugal-ex-primeiro-ministro-jose-socrates-e-absolvido-de-corrupcao

Nesta sexta-feira, 9, o juiz Ivo Rosa determinou, durante a leitura da decisão instrutória da Operação Marquês, que o ex-primeiro-ministro de Portugal José Sócrates não vai a julgamento pelos crimes de corrupção de que estava sendo acusado pelo Ministério Público. Ao decidir, o magistrado considerou a prescrição dos supostos delitos.

Sócrates e o empresário Carlos Santos Silva, porém, vão a julgamento por três crimes de lavagem de dinheiro e três de falsificação de documentos. Em causa estão 1,72 milhões de euros entregues pelo empresário e alegado testa-de-ferro a Sócrates.

Moro e sua mediocridade ...

Arlete Pacheco (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Como bem foi lembrado, Moro não foi o único magistrado a condenar Lula! Houve também desembargadores e ministros que fizeram o mesmo! Estavam, então, todos eles mancomunados contra o homem mais honesto do Brasil? A anulação dos processos contra esse senhor é tão ridícula e frágil que não se entrou no mérito do conflito, mais ficou-se na periferia, focando em requisito que não enseja nulidade absoluta, como por exemplo, seria a incompetência em razão da matéria! E o ridículo não parou nisso, pois para que haja a anulação de um ato jurídico, e qualquer estudante de Direito sabe disso, é mister que se comprove o PREJUÍZO causado à parte. Qual foi o prejuízo da defesa de Lula? Houve interposição de centenas de recursos, em todas as instâncias! Do que se queixa ele? Que não houve a oportunidade de concorrer às eleições de 2018 ? Quem o convenceu de que ganharia? Pelo jeito, parece que ele gosta de viver de ilusões! Vive na ilha da fantasia! Lamentável é este site, que deveria prestar um belo serviço de enriquecimento intelectual para os amantes do Direito, prestar-se agora a palanque eleitoral de mediocridades, que fariam melhor figura se ficassem de boca fechada!

Direito torto

capixa (Administrador)

Sra. Arlete, A sua análise permite afirmar que sua formação em direito foi sofrível, haja vista que não aprendeu o básico do direito constitucional nem do direito penal.
Se entendes que o indivíduo permanecer preso por um ano, sem um julgamento justo, não é prejuízo, deverias voltar a faculdade de direito ou procurar outro ofício.
Quanto a não gostar das abordagens do Conjur, é muito simples, basta se "informar" em outras fontes. Penso que o seu perfil deve se encaixar no antagonista ou jovem pan.

Só mais um réu

Eloisa Nascimento (Advogado Autônomo - Civil)

O entrevista e o empresário Carlos Santos Silva, aguardam julgamento por três crimes de lavagem de dinheiro e três de falsificação de documentos. Em causa estão 1,72 milhões de euros entregues pelo empresário e alegado testa-de-ferro di ex-primeiro ministro Sócrates.
Para o ex-juiz Sérgio Moro é um troféu ser desancado por tal figura. De réu, jamais se espere elogio a juiz.

Lula inocente

rlpedrotti (Advogado Associado a Escritório - Civil)

Tudo muito lindo nesta entrevista, mas pergunto: Lula é inocente? Seus companheiros são inocentes? O roubo da Petrobrás e outros esquemas corruptos foi tudo uma ficção? Não veja a Conjur e seus ''juristas de carteirinha'' comentar sobre isso.

Coerência

Adir Campos (Advogado Autônomo - Administrativa)

1. Do ponto de vista de um advogado, a sua pergunta deveria ser inversa e feita com base no direito e na Constituição Federal. Lula é culpado? Ele teve um julgamento imparcial e justo? Houve decisão transitada em julgado?
2. Afinal, não tem cabimento perguntar se alguém é inocente, pois esta condição é presumida em favor de qualquer pessoa até que o Poder Judiciário "bata o martelo" definitivamente.
3. Quem não quer admitir que regras e princípios penais e constitucionais são devidos a TODAS as pessoas, indistintamente, e considera esta ou aquela pessoa culpada simplesmente porque não gosta de sua ideologia ou porque enfiaram na sua cabeça essa ideia em massacrante repetição midiática, não é coerente com aquilo que gostaria que o Estado lhe concedesse caso fosse um dia injustamente acusado e julgado por um juiz tendencioso.
4. Como advogado, o que desejo para Lula é o mesmo que desejo para Bolsonaro, um estuprador ou um ladrão de galinhas.

Um dos melhores textos que li neste portal.

Diego Rimisck (Outros)

Nada a declarar acerca do manifesto do colega sobre a culpa ou inocência do ex-presidente Lula, pois não é esse o objeto da matéria. Para mim, uma apreensão de conhecimento sobre o lawfare. Sobre o juiz das garantias, o que li me incomodou bastante, pois, apostava alto nesse novo (aqui no Brasil) personagem do processo penal. Entetanto, as palavras do entrevistado me trouxeram uma clara verdade: o juiz que psalvá salvar a forma do processo penal também poderá entrará-lo na mais profunda cova de sepultamento e eu, otimista, não enxerguei antes. Infelizmente.

Ao rlpedrotti (Advogado Associado a Escritório - Civil)

Afonso de Souza (Outros)

Todos sabemos que são culpados. Todos mesmo, inclusive os comentaristas que, disfarçados de "defensores do Estado Democrático de Direito", vêm aqui tentar emplacar a narrativa de que criminosos são Moro e os procuradores da Lava Jato.

E por acaso é culpado?

Ademir Marin (Advogado Sócio de Escritório - Administrativa)

Caríssimas(os) colegas.
Gostaria de lembrar aos advogados e advogadas que se acham no direito de dar opiniões sobre as mais variadas áreas do direito, que sobre as restrições ao direito à honra e à liberdade, a Constituição Federal determina expressamente e com uma simplicidade que uma criança de oito anos entende: ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória. Dito isso, pergunto aos colegas: alguém viu uma certidão de trânsito em julgado de uma sentença penal condenatória em desfavor do Lula. SE não, sejam ao menos intelectualmente honestos.

Ao Ademir Marin (Advogado Sócio de Escritório

Afonso de Souza (Outros)

Lula foi julgado e condenador, por unanimidade, em 3 instâncias, por 9 juízes diferentes.
Todos sabemos que ele é culpado, inclusive você.

Saída imediata!!!

Jamonteiro91 (Advogado Autônomo - Civil)

Depois dessa matéria tão "imparcial" estou me retirando desse portal. É um absurdo e uma falta de respeito com a Verdade!!

Direito de se retirar.

Ademir Marin (Advogado Sócio de Escritório - Administrativa)

Nós, que permaneceremos, agradecemos. O portal estará melhor, sem dúvida.

Jamonteiro91 (Advogado Autônomo - Civil)

Afonso de Souza (Outros)

Verdade. Só não vê quem não quer.

A democracia e os riscos

Dr Rivaldo Ribeiro (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Os riscos agora ocorrem com o dinheiro mal remunerado do FGTS, onde juros abaixo da realidade desacreditam o patrimônio do trabalhador. https://www.rivaldoribeiropeticoes.com.br/

O Novo do Mesmo

J. Cordeiro (Advogado Autônomo - Civil)

Mais essa do magistrado de Curitiba não foi o primeiro caso. Quem não lembra quando um certo ministro foi fiel da balança na eleição Collor x Lula e, em seguida, aceitou servir ao vencedor? Inclusive, com diversas outras benesses políticas e judiciárias.

Parcialidade

Charles Swann (Advogado Autônomo - Civil)

Só eu estou com náuseas desta revista eletrônica? Sejam menos parciais! Tentem ao menos disfarçar o esquerdismo exacerbado que se reflete nos destaques cotidianos "em letras garrafais" dados a matérias e colunistas de esquerda. Tentem equilibrar um pouco ao menos por favor a balança!

Parcialidade

Charles Swann (Advogado Autônomo - Civil)

corrigindo: "Tentem ao menos equilibrar um pouco a balança, por favor!"

Eu também

Gabriel Matheus (Advogado Autônomo - Consumidor)

Também estou com náuseas.

Comentário

Afonso de Souza (Outros)

Esse tipo de matéria, travestido em entrevista, sô mostra mais uma vez como está certo o ministro Luís Roberto Barroso:

“Na Itália, a corrupção conquistou a impunidade. Aqui, entre nós, ela quer vingança. Quer ir atrás dos procuradores e juízes que ousaram enfrentá-la. Para que ninguém nunca mais tenha a coragem de fazê-lo. No Brasil, hoje, temos os que não querem ser punidos, o que é um sentimento humano e compreensível. Mas temos um lote muito pior, dos que não querem ficar honestos nem daqui para a frente, e que gostariam que tudo continuasse como sempre foi.”

Sempre foi a defesa a parte que politizou os processos. (No mérito, em apenas um deles, Lula foi processado, julgado e condenado, por unanimidade, por 9 juízes de direito concursados, de 3 instâncias diferentes) E inserir o nome de Bolsonaro assim é só mais um indicativo disso.

Comentar

Comentários encerrados em 24/05/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.