Consultor Jurídico

ruptura institucional

STF desmente fake news sobre decisão de Alexandre de Moraes contra Bolsonaro

O Supremo Tribunal Federal informou que é falsa a informação de que o ministro Alexandre de Moraes teria proibido o presidente Jair Bolsonaro de tomar medidas que violem princípios constitucionais e causem ruptura institucional, como intervenção militar e nos demais poderes, golpe de estado e uso das Forças Armadas para proteção do Executivo.

Publicação falsa atribuía decisão inexistente ao ministro Alexandre de MoraesRosinei Coutinho/STF

Uma postagem que circula nas redes sociais, com erros de ortografia e concordância citava um inquérito de número inexistente e dispositivos desconexos do Regimento Interno do STF e dizia que Alexandre teria ameaçado Bolsonaro de prisão, com base na Lei de Segurança Nacional.

A corte reiterou o alerta para a checagem de informações suspeitas com o nome da instituição ou outras autoridades. Justamente por isso, o Supremo lançou a série de checagens #VerdadesdoSTF. Com informações da assessoria do STF.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 3 de maio de 2021, 21h26

Comentários de leitores

1 comentário

Infelizmente as checagens tornam-se inúteis

João Afonso Corrêa (Advogado Autônomo)

Quem precisaria delas se valer, nelas não confia, enquanto quem nelas confia, delas não necessita.

Comentários encerrados em 11/05/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.