Consultor Jurídico

Possível receptação

Após falsa acusação de roubo, jovem é investigado por comprar bicicleta furtada

Depois de ter sido falsamente acusado pelo roubo de uma bicicleta, o instrutor de surfe Matheus Ribeiro agora é investigado por ter comprado uma outra bicicleta furtada. A polícia do Rio de Janeiro está investigando o caso.

Reprodução/TwitterAutor de furto era branco e foi reconhecido por câmeras de segurança

O caso viralizou nas redes sociais e ganhou repercussão na imprensa quando Matheus postou nas redes sociais que foi abordado pela proprietária de uma bicicleta roubada, Mariana Spinelli, e seu companheiro, Tomás Oliveira, questionando se ele era autor do furto.

A dona da bicicleta elétrica e seu companheiro foram acusados pelo instrutor de surfe de racismo. "Ela não tem ideia de quem levou sua bicicleta, mas a primeira coisa que vem à sua cabeça é que algum neguinho levou", escreveu o jovem negro em uma rede social.

Na última quinta-feira, o Ministério Público do Rio de Janeiro apresentou denúncia contra Igor Martins Pinheiro pelo furto. Pinheiro, que é branco, foi preso após ter sido reconhecido por imagens de câmeras de segurança.

Agora, em meio às investigações da denúncia de racismo, a Polícia Civil descobriu que a bicicleta usada por Matheus Ribeiro também era furtada. O veículo foi apreendido e devolvido ao proprietário original.

Segundo a Folha de S.Paulo, Matheus disse em depoimento ter comprado a bicicleta em um site de classificados online. Posteriormente, apresentou na delegacia um comprovante em nome da namorada no valor de R$ 3,6 mil, o que, segundo a polícia, é um valor "bastante inferior ao de mercado".

A pessoa que vendeu a bicicleta já foi identificada e também será investigada por interceptação de produto roubado.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 20 de junho de 2021, 13h40

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 28/06/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.