Consultor Jurídico

Prática Trabalhista

Marco Legal das Startups e a responsabilidade trabalhista do investidor-anjo

Retornar ao texto

Comentários de leitores

1 comentário

O artigo não é claro

Henrique R (Advogado Sócio de Escritório - Empresarial)

Em minha opinião, o artigo não deixou claro o entendimento dos autores. No fim, concordam ou não que o investidor anjo não responda pelas dívidas da empresa?
A se basear pelo trecho do livro do professor Pedro Paulo Teixeira, me pareceu que não. Aliás, não li o livro desse professor, tampouco sei todo o contexto no qual o trecho mencionado foi escrito, mas o trecho, considerado em si mesmo, mostra a visão de alguém totalmente dissociado da realidade. Querer que o sócio de uma empresa que tenha participação mínima controle as atitudes do sócio-gerente (figura que nem existe mais em nosso ordenamento, vale dizer) é inconcebível.

Comentar

Comentários encerrados em 18/06/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.